1ª tentativa de galáxia em aquarela

18.9.13

Olá pessoal!

Entre uma cirurgia e outra, enxergando mal e porcamente do olho esquerdo, num dia úmido e chuvoso, resolvi fazer algo que só poderia dar errado: colocar em prática este tutorial, que mostra o passo a passo de uma galáxia em aquarela. Para não deixar o desenho muito solto, me preocupei com todos os detalhes, mas "esqueci" que, num dia tão ruim como aquele, nada envolvendo água (adicione também sal) e secagem daria certo. Mas, mesmo assim, aprendi a lição e domei meu medo com os tubinhos coloridos... Agora, vou contar tudo o que aconteceu, e mostrar que também acertei em alguns pontos. Vem gente!


Minha ideia original era fazer o cabelo da modelo (Doe Deere, amo!) todo em galáxia, e para isso segui o tutorial, porém, como o dia estava muito úmido, o sal que coloquei para incrementar o efeito simplesmente não secou. Pior: começou a melar.


Estava tudo ficando lindo, do jeito que eu queria, mas quando senti o drama do sal, bateu o pânico: e agora, José? Tentei secar com o secador de cabelo, mas a situação só piorou, pois pedacinhos melosos começaram a voar pela minha mesa, deixando tudo deliciosamente sujo nos mais variados tons de azul, vermelho e violeta. Legal, né?


Mas nem todo trabalho foi perdido, pois também acabei testando a máscara para aquarela, que vi neste blog (obrigada, Juliana, por sempre tirar minhas dúvidas) e fiquei encantada! Ela funciona mesmo! Com apenas uma camada, protegi toda a área que não queria aquarelar. 


A retirada da máscara é bem tranquila, com uma borracha fiz um furinho e depois tirei como se fosse uma "pele". Não rasguei o papel, apesar do medo. Nenhuma gota de aquarela vazou para esta área, dá para vê-las ali na margem esquerda.


Resumo da ópera: o trabalho foi para o lixo, pois ficou todo melado e o fundo preto não favoreceu em nada o esforço que tive. Mas, ao mesmo tempo, aprendi a respeitar os limites meteorológicos da minha querida cidade e a não utilizar sal, por mais lindo que fique. Aprendi também a usar a máscara para aquarela e perder o medo de trabalhar com este material tão bonito. Além da lição, fica o registro e já adianto que não desisti e estou preparando outra ilustra, dessa vez com tudo certinho.

Abraços, 
Lidiane :-)

Veja também

16 Comentários

  1. Ai que legal hahah' deve ter te dado uma tristeza ver que não estava ficando como vc queria :/

    Mas sabe.. eu gostei mesmo assim, agr fiquei curiosa p.s aber o que EXATAMENTE vc estava tentando fazer rs

    Beijos verdes http://tqspl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha eu estava tentando fazer uma galáxia/nebulosa no cabelo dela mas, infelizmente, ficou terrível, deu um aperto no coração jogar todo o trabalho fora, mas agora já aprendi a lição e estou preparando uma galáxia bem bonita na próxima ilustra :D

      Beijos!

      Excluir
  2. mas não deu pra aproveitar nada? Ai Lidy que triste tava tão bonito :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deu pra aproveitar somente o rascunho, que utilizei para fazer o retrato da Doe Deere. Mas valeu como experiência, da próxima acerto :D

      Bjs

      Excluir
  3. Olá Lidy..
    Confesso que achei interessante a proposta do curso de mídias nessa semana, mas não esperava que fosse um blog assim. Tão criativo!!! Achei lindo seu trabalho, mesmo sem entender do assunto....apenas observo. Confesso que fiquei intrigada o porquê do sal?? Os olhos dos moldes me lembram os seus...PARABÉNS,
    Jana-Polo SVP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jana! Mas vocês são rápidos, hein? Já estou vendo vários acessos a partir do Moodle. Essa experiência é inédita para mim também, pois nunca tive este tipo de interação no blog. Tenho muito conteúdo sobre arte e ilustração, espero que gostem.
      Sobre o sal: ele é utilizado para dar um efeito craquelado, mas desta vez não funcionou, pois o dia estava muito úmido.

      Beijos e boa semana de atividades!

      Excluir
  4. Olá Lidy...Estou aqui me deliciando com seu texto.Entrei no seu blog e me veio a dúvida .Será, que devo comentar estas obras de artes?Então , mais uma vez me surpreendo pós Midias na Educação.Observei seu tutorial e me parece uma releitura de de sua foto. Estou encantada com seus desenhos...
    Ah sempre uma aprendizagem com o Erro,pois nos faz pensar outras estratégias para a nossa vida ou mesmo no trabalho.
    Voltando um pouco na educação é frete ao erro dos alunos que muitas vezes modifico o planejamento pedagógico,mas nunca "desisto" apenas mudo a estratégia".
    Não desista na próxima vez vai ficar bom !Valdirene polo Sap

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Valdirene, tudo bem?
      Prazer em falar contigo e com os demais cursistas. Fica a vontade para comentar em qualquer postagem, a "fuçar" bastante no blog, desde que não esqueças de deixar teu comentário na postagem específica da disciplina, para que os professores possam te avaliar, conforme instruções no Moodle.
      Então, esta ilustração é um retrato dessa moça aqui, a Doe Deere http://goo.gl/n24GtJ
      Aprendi muito nesta tentativa, pois perdi o medo de usar um material tão bonito, quanto a aquarela. E nós, como educadores (me incluo porque também sou professora), precisamos ter este espírito investigativo e aprender com as adversidades, como colocaste, mudar sempre a estratégia e não desistir.

      Um grande abraço,
      Lidiane

      Excluir
    2. Oi, Lidiane, tudo bem?
      Lendo o teu tutorial me coloquei em teu lugar imaginando o quanto deve ter sido angustiante para você querer realizar um trabalho e no final ter que "descartá-lo". Porém não desistiu e seguiu em frente. Desafios como este de ter que repensar o nosso trabalho e começar de novo são costumeiros no nosso dia a dia como professores, porém desistir nem pensar e sim aprender com os erros buscando um novo aprendizado. Lindo teu trabalho! Parabéns!
      Ana Luiza- Polo de Três de Maio.

      Excluir
    3. Oi Ana Luiza! Isto é bem coisa de professor: aprender com os erros. Assim que percebi que não ia dar certo, segui fotografando com este pensamento: "vou mostrar mesmo assim, vai servir como aprendizado", sem contar que sempre ajudamos mais quando compartilhamos os erros, para mostrar que ninguém é perfeito e todos têm o direito de errar.

      Um grande beijo!

      Excluir
  5. Oi Lidiane!! Achei bem interessante tua postagem sobre o processo de construção dessa obra, que a primeira vista, não deu certo, mas que deixou algumas aprendizagens para ti e para quem lê teus comentários. Bem legal tu ter enfatizado as aprendizagens desta experiências, que ao meu ver, não foram tão desastrosas assim, mas que renderam construção de conhecimentos que certamente será útil para um próximo trabalho. Um abraços e parabéns pelos trabalhos e pelas narrativas tão bem elaboradas.
    Polo: Santa Vitória do Palmar.
    Aluna: Ana Paula Marcowich Rocha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana Paula

      Acabei aprendendo muito mais do que imaginava ao compartilhar este trabalho, pois vivemos numa sociedade que tende a supervalorizar os acertos sempre, mas os erros também são fonte de conhecimento. E para quem trabalha com arte e educação, então... se faz mais que necessário abordar todos os lados de uma questão.

      Obrigada pela visita e não esquece de deixar um comentário lá na postagem específica da disciplina.

      Bjs

      Excluir
  6. Oi Lidi, tentei comentar hoje seu trabalho mas parece que deu errado. Tomara que tenha mesmo, senão pago mico.
    Adorei a possibilidade de poder comentar tuas obras... Mas não vou falar demais. Agora, só vou te deixar uma beijoca e te dizer que está sendo bom interagir com vc. Mais tarde faço outra visitinha, esta, é de médico!
    Marisa Muniz POLO SAP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marisa, não tem nenhum comentário seu além deste, tenta comentar de novo! Não deixa de participar :)

      Beijos!

      Excluir
  7. Olá Lidiane interessante quando relata que os efeito ocorrem e nos não podemos controlar tudo isso, para tanto os fenômenos em muitas ocasiões agem de forma significativa fazendo com que os limites meteorológicos tomam seus rumos sem que nos humanos possamos contorná-los. Importante sua colocação pois sou professora de ciências e física e diante dessas disciplinas nos deparamos com a realidade de que nem tudo é como queremos que seja. Prabéns pelo trabalho.
    Abraços .
    Silvane Cavalli - Polo de Três de Maio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Silvane! É muito importante mostrar para os estudantes que também é possível aprender através dos erros, e que precisamos testar e nos arriscar nos novos materiais.

      Abraços!

      Excluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário.
Saiba mais sobre os termos de uso do blog clicando aqui.

Subscribe