Eyes Wide Open

Por - 23.3.15


Eu não consigo ficar numa vibe fofa por muito tempo. Mesmo fazendo trabalhos delicados, sempre vai surgir a vontade de extrair das entranhas algo mais impactante, talvez na tentativa de expulsar as energias negativas e renovar meu processo criativo. Foi assim que surgiu a última ilustração, que faria parte da exposição Mulheres, com abertura prevista para o próximo dia 8 de abril, no Praça Rio Grande Shopping (se você é de Rio Grande e região, não deixe de visitar!).

Quando aceitei o convite do Centro Municipal de Cultura, não tive dúvidas de que iria trabalhar novamente com a temática feminina, porém, resolvi fazer uma série de ilustrações inéditas (dá pra acompanhar uns petisquinhos pelo Instagram), pois quero que o público me conheça também por outras coisas, não só pelas Catrinas. Eyes Wide Open acabou ficando de fora por um motivo bobo: foi feita em papel A4, mas o formato ideal para os expositores é A3. #mimimi


Comecei pela aquarela com sal, usei a máscara da Acrilex no contorno da figura, e deixei uma falha à direita para criar o efeito "escorrido". Em seguida, cobri os cabelos com tinta acrílica e finalizei com lápis de cor Polycolor. O resultado:


Sempre que desejo colocar pra fora algo que me incomoda, opto por vazar os olhos das figuras. Como esse é o centro das minhas ilustrações, olhos fechados ou vazados sempre denotarão que algo em mim não está no lugar e eu quero extravasar. É um olhar para dentro de si. O vermelho também tem uma simbologia muito importante nessa figura:

O poder da mulher vem através de seu sangue, por isso ela não deve temê-lo ou desprezá-lo, mas considerá-lo sagrado, imantado com o poder que liga a mulher à Fonte da Criação. - Anuário da Grande Mãe, Mirella Faur.




Já aviso que as ilustrações da exposição seguirão essa linha, e mostrarei todas elas aqui no blog, bem como o processo de criação, os materiais utilizados, os erros e os acertos. 

Abraços,
Lidiane :-)

Veja também

8 Comentários

  1. Olá Lidy! Infelizmente não sou do Rio Grande ou da região, queria muito poder visitar sua exposição.
    Essa sua obra ficou realmente linda. Adorei tudo, os olhos, os lábios, o nariz, formado do rosto, cabelo, fundo...
    E aliás, como você completa o fundo com aquarela? Sempre que tento fazer algo "manchado" no fundo, acaba escorrendo para o desenho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana, muito obrigada pelo carinho! Pode deixar que vou colocar muitas fotos da exposição aqui no blog, pra quem é de fora acompanhar ;)
      Eu uso uma máscara para aquarela da Acrilex, que não deixa a tinta escorrer para o restante da figura. É uma espécie de película, que protege a área que você não quer pintar. Depois é só retirar com a pontinha de uma borracha, que ela sai inteira. Tem pra vender em lojas de materiais para pintura e desenho.

      Beijos! :*

      Excluir
  2. Oi, Lidi, tudo bem? =) A ilustração ficou um pouco medonha e fantasmagórica, mas curti =) Não sei, eu tenho um problema com sangue e acho que essas mãos manchadas não me agradaram muito (mas nem liga é só frescura minha mesmo haha), de qualquer forma eu entendi a simbologia e gostei muito da frase ^^ Eu adorei o escorrido e a forma como você compôs as coisas e tal, ficou bem fluído :3 E, bom, sei lá, eu não sei muito bem como explicar, mas o desenho me trouxe uma sensação, aquela sensação de quando olhamos/lemos algo profundo, sabe? Parece que estou sendo observada também kk

    Beijos, boa sorte na exposição o/ (que é inclusive no dia do meu aniversário haha).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, tudo bem! >.<
      Adoro a tua espontaneidade, é uma maneira muito legal de entender como o público recebe o meu trabalho, e como a obra está sempre aberta a várias interpretações =)
      Gosto de focar no olhar das figuras muito por causa dessa sensação, delas devolverem o olhar para quem está observando. Tem uma passagem do livro "A Menina Submersa" que tem a ver com isso e que gosto muito, diz: "...a parte triste das janelas é que a maioria delas abre para os dois lados. Elas permitem que você olhe para fora, mas também deixam que alguma outra coisa que acontece olhe para dentro."

      Beijokas :**

      Excluir
  3. Que lindaaaa! *_* não sei se foi intenção, mas na foto, pelo menos, a pele dela me lembrou aço escovado, sabe? achei muito legal esse efeito. E o fundo também, parece ter uma textura que me passa a ideia de ferrugem. E tipo, não sei se foi intencional, mas naquela citação que tu colocou, tem a palavra "imantado", que faz uma boa conexão com o ferro, aço, ferrugem. Fiquei imaginando ela como uma mulher forte (e a tua ilustração tem mesmo feições e um olhar forte — os cílios grandes a torna mais poderosa ainda!), que passa por gerações aguentando tudo o que tem que aguentar... vixi, acabei viajando nas interpretações! hehe. Mas ficou muito legal mesmo. Tu sempre pensa num conceito antes de começar as suas criações? to perguntando por que já me perguntaram "o que significa o seu desenho?" e eu raramente penso nisso. :/ Mas acho legal quem pensa. Acho que agrega mais valor às obras mesmo. To louca pra ver as outras *_*
    bjss :***********

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia, obrigada!!
      Olha, a princípio não foi a minha intenção, na verdade o lápis não estava se adaptando direito ao papel, e esse foi o único estilo de traço que deu certo, mas pra você ver como uma dificuldade pode se tornar algo importante na ilustração, porque curti muito a tua interpretação :D Não tinha prestado atenção na ligação com a palavra "imantado", puxa o significado da ilustra ficou mais forte ainda. Curti muito!
      Nem sempre eu penso num conceito para as minhas ilustras, passei a prestar mais atenção em algumas coisas que se repetiam sempre e comecei a estudar isso. Para trabalhos mais elaborados penso sempre em algo, mas quando é um desenho mais simples, faço só pelo prazer mesmo =)

      Beijokas :**

      Excluir
  4. Muito massa, Lidy! Adoro entrar aqui e acompanhar teu progresso :) Adoraria visitar a exposição, mas ainda tô bem longe de ti :~

    Tô curtindo muito tua vibe de misturar várias técnicas! E admiro tua capacidade de se expressar tão bem através das tuas mulheres, sendo todas elas tua própria representação.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju! Temos que encurtar essas distâncias aê ;)

      Eu já não sei mais fazer uma ilustra sem misturar um monte de coisas :~, acho estranho não colocar dois materiais diferentes "pra namorar" no papel.

      Obrigada pelo carinho de sempre e por acompanhar o meu trabalho <3

      beijokas :**

      Excluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário.
Saiba mais sobre os termos de uso e política de privacidade clicando aqui.