#rotaroots: 5 músicas para o meu lipsync

12.5.15


Esse post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, veja tudo o que já foi publicado aqui.

Eu sempre ouvia meus amigos falando sobre RuPaul's Drag Race, acompanhei alguns episódios pelo VH1, mas só com a Netflix consegui ver todas as temporadas e, depois disso, meu mundo caiu mudou. Mais do que um reality show, Drag Race é uma filosofia de vida, que te emociona, faz rir, chorar e se jogar no chão. Por isso, escolhi 5 músicas para o lipsync for my lifeGood luck, and...


Alannah Myles - Black Velvet: essa é uma daquelas músicas pra deitar no chão gelado, e quando a Jujubee fez exatamente isso na segunda temporada, foi amor verdadeiro, amor eterno. Acredito que Black Velvet é uma música bastante injustiçada quando fazem aquelas retrospectivas rock ballads, pois nunca é incluída. Mas no lipsync da minha vida, ela tem lugar garantido.


Tina Turner - The Best: Tina rainha, o resto nadinha. Qualquer lipsync que se preze deve ter uma música dela, ainda mais o hino The Best, que possui (na minha modesta opinião) um dos clipes mais icônicos da história da música. Apesar de muita gente ter torcido o nariz, amei a Shangela performando a Tina no Snatch Game da terceira temporada.


Britney Spears - ...Baby One More Time: falando em hinos, como esquecer da música que mudou a história do popney? Eu era adolescente quando vi esse clipe pela primeira vez, lembro das teorias da conspiração a respeito da idade da Britney (falavam que ela tinha 29, e não 17 anos na época), dentre outras coisas, e entre um Guns N' Roses e outro que eu ouvia, lá estava a Neyde, poderosíssima. 


Madonna - Vogue: pra quem gosta de história, na primeira temporada a Mama Ru conta um pouco sobre o Voguing, estilo de dança que nasceu nos clubes gays dos EUA e se tornou popular através de Madonna. Além de ser uma das canções mais lembradas da rainha do pop, o clipe foi dirigido por David Fincher e tem várias referências às artes e ao cinema. Que atire a primeira pedra quem nunca disse Strike a pose em frente ao espelho.


Cindy lauper - Girls Just Want Have Fun: apesar dessa música ter sido gravada um ano antes do meu nascimento, tenho lembranças fortes dela na infância, pois minha irmã ouvia muita rádio e curtia Cindy Lauper. O clipe é tão oitentista e cafona, que chega a dar vontade de colocar uma saia de tule e sair aloka pelas ruas, chamando todo mundo pra dançar.


Acredito que a maior lição que tirei assistindo Drag Race foi parar de me auto-sabotar o tempo inteiro. Costumo ter um pensamento super negativo, Lana del Rey feelings, mas ver aquelas rainhas divônicas, mesmo com a maquiagem cagada e a peruca na mão, me fez ter outro tipo de atitude. Até passei a me maquiar melhor! :D Tem um artigo da Tainá Goulart muito legal, chamado A beleza de ser uma mulher, pelos olhos de uma drag queen, que vale a pena ser lido. E como RuPaul costuma dizer ao final de cada episódio:


Can I get an amen up in here?

Abraços,
Lidiane :-)

Veja também

6 Comentários

  1. Arrasou na escolha!
    Eu também sou a doida que queria vestir uma saia de tule e sair correndo pelas ruas cantando e dançando! Afinal, girls just wanna have fun, certo???
    E sim amiga, RuPauls também mudou minha vida!

    Um Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Aninha!
      Eu divido a minha vida entre Antes de RuPaul --- abismo --- depois de RuPaul hahahaha. É maravilhoso, deveriam lançar um livro de preceitos de Drag Race, venderia como água :D

      Beijokas :**

      Excluir
  2. Adorei as escolhas, essas músicas combinam mesmo com drags!

    ResponderExcluir
  3. Meu reality show favorito! <3

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário.
Saiba mais sobre os termos de uso do blog clicando aqui.

Subscribe