Lavanda 🌿

Por - 20.7.17


Depois de muito tempo de molho involuntário, criei coragem para retomar os estudos e finalizar alguns rascunhos que estavam em espera. Como contei no último post, o motivo para esse afastamento não foi bloqueio criativo, mas sim cansaço causado pela divulgação da exposição (que segue até o dia 31 de julho). E eu senti muita falta de produzir para mim, de ler os livros que comprei e voltar a estudar anatomia. Decidi que a primeira semana das minhas férias seria dedicada a tudo isso. E, assim, nasceu mais uma ilustração da Série Botânicas: Lavanda.


Além de ter ficado muito satisfeita com o resultado do desenho e da pintura, pois estou sempre tentando refinar o que aprendo da melhor forma, essa ilustra tem um lado sentimental também. Senta que lá vem história...

Sou apaixonada por lavanda, cresci sentindo esse cheiro, já que é o perfume favorito da minha mãe. Lá na infância, minha primeira deo-colônia foi uma lavanda da Xuxa (eu tinha t-u-d-o dela, estamos falando da década de 1980), e até hoje meus perfumes favoritos são aqueles com essência dessa planta, até mesmo incenso, aromatizador de ambientes e produtos de limpeza. Também é uma das minhas cores prediletas, pois transmite calma e acolhimento. E mesmo com todos esses pontos favoráveis, eu nunca tinha desenhado uma florzinha sequer na vida. Já estava mais do que na hora de reverter a situação.


Utilizei uma referência fotográfica apenas para não errar muito nas proporções do rosto, o resto foi desenhado de imaginação, inclusive as flores. Para conseguir esse tom do cabelo, misturei dioxazine, rosa quinacridone e azul da Prússia, bem diluídos em água, até chegar no ponto mais suave. E para espalhar a tinta, bastante aguada. A coloração da pele segue o que já tenho feito nas últimas ilustrações, e aqui reduzi ainda mais o retoque com lápis de cor marrom e multiliner sépia, coloquei somente o necessário. Queria passar suavidade. Só subi o tom na coroa de flores, para dar destaque, inclusive finalizei com uma tinta transparente com glitter.


Materiais utilizados

- Papel Canson Moulin DuRoy;
- Aquarelas Cotman e Van Gogh;
- Pincéis Keramik;
- Lápis 2B Royal & Langnickel e de cor Polycolor;
- Multiliner Copic sépia;
- Tinta Confetti Acrilex.
Veja todos os meus materiais de arte favoritos, clicando aqui.


Lavanda já está disponível no meu Studio no Colab55. Recentemente, retirei algumas artes da loja, principalmente as que ainda não haviam sido vendidas. Faço isso para manter o espaço sempre renovado e com produtos interessantes, por isso é importante que você se cadastre lá no site e deixe um ❤️  ao lado da sua estampa mais amada, me ajuda muito a saber as preferências dos consumidores.

Inscreva-se na newsletter para receber novidades em primeira mão!
Me acompanhe nas redes sociais: Facebook - Instagram - Twitter - Tumblr - Pinterest
Para ver meus trabalhos profissionais, acesse o Behance ou a categoria Portfólio.

Veja também

4 Comentários

  1. Lidy, a ilustra ficou muito bonita. Adoro o cheiro de lavanda também, até comprei um daqueles vidros com palitos de madeira que espalham o perfume no ambiente, mas tenho sensibilidade a perfume e não conseguir utilizar isso por muito tempo. Também gostei muito desse sombreado no rosto, ficou suave e delicado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Mateus!
      Eu amo lavanda e, se pudesse, teria uma plantação no quintal de casa 😅

      Excluir
  2. AMO lavanda! Super me identifiquei. Essa ilustra está linda e hipnotizante. Sério. ❤
    www.jeniffergeraldine.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário. Saiba mais sobre os termos de uso deste espaço clicando aqui.