Rosto em grafite

14.3.16


Esse foi o primeiro desenho que fiz no meu sketchbook Canson One. Ele é tamanho A4 e as folhas possuem uma gramatura boa para técnicas secas (algumas pessoas usam aquarela com pouca água e guache, mas o papel fica bastante enrugado).

Eu estava passando por um bloqueio criativo muito grande em relação à aquarela. Não conseguia fazer os exercícios propostos pela Sabrina, me incomodava com trabalhos antigos, que antes considerava bons, enfim, foi bem cansativo. 

Decidi começar o novo sketchbook para me animar, voltando ao meu material de origem. Trabalhei somente com o lápis Mars Lumograph 4B da Staedtler e esfuminho com moderação. Não recorri a outros materiais, como caneta multiliner, por exemplo, nem para os detalhes dos olhos, coisa que sempre faço. Gosto muito de apontar meus lápis com o apontador da Derwent, mas tem quem prefira estilete (não consigo, não me obrigue).


Eu adorei esse rosto e a profundidade do olhar. Utilizei uma foto como referência e procurei prestar atenção em detalhes da anatomia da modelo, e não na semelhança do desenho com a imagem original. Curti tanto que decidi até trocar a header do blog, aquelas luas estavam me incomodando.


Gosto de pensar nos olhos como a janela da alma, porque muitas das nossas emoções são facilmente transmitidas através do olhar. Apesar de achar vários tipos de representações da figura humana muito bonitas, é naquelas em que a figura olha diretamente pra mim que fico mais encantada. É como se a pessoa retratada soubesse o que está se passando entre nós, como se fosse cúmplice daquele momento. 

Encontrei uma pesquisa no site Hypescience que endossa essa tese da janela, feita por alguns pesquisadores norte-americanos (e criticada por outros tantos). Dá para ler aqui. Recomendo também este texto da Marilena Chauí, presente no livro O Olhar, coletânea organizada por Adauto Novaes.

Veja também

4 Comentários

  1. Linda! já tinha ficado encantada com ela, e agora mais ainda sabendo sobre esses estudos! muito bacana mesmo, Lidy! Espero que consigas sair do bloqueio logo. :)
    bjss :*******

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bia!
      Já estou saindo do bloqueio, meio na marra porque tenho um monte de coisas pra fazer, mas essa mocinha me ajudou demais!
      Bjs :***

      Excluir
  2. Lidiane, o desenho ficou muito bonito! Adorei a textura e a variação de tonalidades de cinza. Você teve paciência para fazer aqueles fios de cabelo hein!?

    Parabéns Lidiane! Aqui, estava pensando em fazer uma releitura de um desenho seu, assim que sobrar um tempinho. Tenho permissão para fazer isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mateus! Cabelo sempre é ~terapêutico~ rsrsrsrsrs
      Dá trabalho, mas fica legal depois de pronto.

      Será uma HONRA ter uma releitura de um trabalho meu feita por ti, fica à vontade para escolher qualquer um dos meus desenhos. Já estou curiosa!

      Abração!

      Excluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário.
Saiba mais sobre os termos de uso do blog clicando aqui.

Subscribe