Clipes com referências na História da Arte

Por - 28.12.15


Faz muito (mas muito mesmo) tempo que eu quero fazer um post assim, mostrando referências da História da Arte em clipes musicais, de vários estilos. Me incomoda o fato da história, de uma maneira geral, ser deixada de lado por alguns profissionais. Não basta ser excelente tecnicamente, é preciso ter conhecimento de mundo. E as coisas estão todas conectadas, basta um olhar mais atento. 

Esse olhar também serve para desconstruir aquela ideia de alta e baixa cultura. A cena pop é carregada de citações, ou easter eggs, se preferir. Composição, cor, ritmo, forma... conceitos levados a sério e bebidos em fontes de até 500 anos atrás por diretores, produtores e compositores. 

Selecionei 12 exemplos de clipes que podem render uma aula fácil, fácil, mas tem muito mais por aí. Vem comigo!

70 million - Hold Your Horses: esse clipe é um verdadeiro passeio pela história da arte, de forma super divertida e bastante didática. São apresentadas 25 pinturas de grandes mestres, todas encenadas pelos integrantes da banda. Aqui tem uma lista com as obras, mas sugiro tentar descobrir o nome e a autoria de cada uma delas só olhando o vídeo e curtindo o som.

Otherside - Red Hot Chilli Peppers: eu amo o álbum Californication do RHCP, e a primeira vez que vi o clipe de Otherside nem estava na faculdade ainda, mas já fiquei encantada. Quando descobri as influências, então... minha admiração pela banda aumentou mais. O vídeo traz influências do Expressionismo Alemão, Surrealismo, Cubismo e faz referência direta a artistas como Escher e Man Ray.

Applause - Lady Gaga: Applause é recheado de referências, porém sem ser tão linear quanto 70 million. Vemos a cantora encarnar O Nascimento de Vênus, passando pela Por Art de Andy Warhol, o Surrealismo de Dali e Magritte, além de várias homenagens ao cinema - De Metropolis a Cisne Negro.

Take me Out - Franz Ferdinand: a banda é fortemente influenciada pela Vanguarda Russa e, neste clipe, podemos ver colagens semelhantes aos cartazes de propaganda russos e ao Dadaísmo. Essa matéria traz vários clipes do FF analisados um a um, com suas respectivas referências.

This Is How We Do - Katy Perry: a cantora recebeu várias acusações de apropriação cultural por causa deste clipe (entenda mais aqui), assim como uma leva de artistas brancos que têm, sistematicamente, se apropriado da cultura negra com o único propósito de vender seus álbuns. Do ponto de vista histórico, o vídeo traz referências diretas à Arte Moderna, à Pop Art e ao cinema, com uma clara alusão aos quadros de Piet Mondrian no figurino de Katy e nos cenários.

Countdown - Beyoncé: outro clipe que traz Mondrian com referência, desta vez de maneira mais sutil. Todo o vídeo é permeado por ícones da cultura popular e aqui é possível ver uma análise completa de todas as homenagens prestadas por Queen B.

Can't Stop - Red Hot Chilli Peppers: essa banda não cansa de fazer clipes maravilhosos e com forte pegada artística e, desta vez, a homenagem é ao artista conceitual austríaco Erwin Wurm, baseada na série One Minute Sculptures. O vídeo foi filmado em um armazém abandonado, na Califórnia, ao longo de três dias. Este artigo traz curiosidades e uma entrevista com o diretor (em inglês).

Rude Boy - Rihanna: as divas pop gostam mesmo de uma referência artística em seus trabalhos, e o que chama minha atenção neste vídeo da RiRi é a homenagem ao grafiteiro Keith Haring, além do colorido que lembra muito a arte dos anos 1960-1980, de Andy Warhol a Basquiat. O próximo álbum da cantora também trará um visual artístico poderoso, com capa feita por Roy Nachum e uma poesia escrita em braile.

Tonigh, Tonight - The Smashing Pumpkins: não dá pra falar em clipes inspirados no cinema sem citar Tonight, Tonigh, uma das homenagens mais lindas a Georges Méliès. A banda usou o filme Viagem à Lua como inspiração, uma das obras cinematográficas mais importantes da história. Dá para ver o original aqui, é muito interessante como a banda foi fiel em sua recriação.

Spit it Out - Slipknot: esse vídeo não está aqui só porque o Slipknot é uma das minhas bandas favoritas, tá? Em minha defesa, tenho a dizer que Spit it Out traz uma versão (ainda mais) sombria do filme O Iluminado, dirigido por Stanley Kubrick e baseado no livro homônimo de Stephen King. O clipe chegou a ser censurado pela MTV, por causa da violência. Outra curiosidade cinematográfica sobre a banda: no clipe de Snuff, o porteiro do prédio é interpretado pelo ator Malcolm McDowell, o Alex do clássico Laranja Mecânica, também dirigido por Kubrick. 

The Kill - 30 Seconds To Mars: mais um clipe inspirado em O Iluminado, mas numa versão bem mais suave que a anterior. É legal ver como cada artista reinterpreta, à sua maneira, a obra referenciada. Outros clipes inspirados em clássicos do cinema podem ser conferidos aqui e aqui.


Bedtime Story - Madonna: A rainha do pop sempre inovou em seus clipes e influenciou toda uma geração de cantoras, abordando temas à frente do seu tempo. Bedtime Story (canção escrita por Björk) chegou a ser exibido em galerias de arte contemporânea e traz referência à várias artistas surrealistas. Sim, mulheres artistas em evidência, inclusive Frida Kahlo, já nos anos 1990. Hoje a cantora pode até dar uns escorregões ao se declarar humanista, e não feminista (aff ¬¬), mas seu legado vai além desses equívocos. Aqui tem uma análise do clipe e das obras que serviram de inspiração.

Se você conhece outros clipes que tenham influências artísticas, deixe o link nos comentários. Quem sabe, montamos uma listagem que possa vir a auxiliar quem está em busca de material para estudo?!

Veja também

16 Comentários

  1. Arrasou Lidiane, isso sim é uma postagem de respeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Mateus! Esse aqui foi um post de fôlego haha
      Abração!

      Excluir
  2. Que incrível Lidiane!
    Eu adoro a música the kill e se você não fala eu realmente não teria notado a referência.
    Amo história da Arte, culturas, religiões, é maravilhoso! Arrasou no post, adorei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Izabella! Fico feliz que tenha gostado :)
      Beijos! :*

      Excluir
  3. Nossa! pensei que só eu que reparava as referências de arte nos clipes.Eu gosto bastante de clipes que retratam a arte e a história de várias formas diferentes,é bem interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, dá pra aprender muita coisa com as histórias por trás dos clipes. Eu acho interessante trabalhar em sala de aula :)

      Excluir
  4. Adorei a postagem! Bem pensada! Vou compartilhar o seu link no meu grupo da faculdade de Moda e no meu blog!Bjos

    ResponderExcluir
  5. ahhh que tudo esse post!!! *__* MUITO bom mesmo! Amo The Smashing Pumpkins mas não sabia dessa referência! Adorei!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, depois que fiz esse post descobri que tem outros clipes que curto muito cheios de referências, acho que vai rolar uma atualização! :D

      Excluir
  6. Lidy,

    melhor post da história!! :D
    Eu amo clipes, música e associar isso à arte é muito fantástico. Muita gente já viu os clipes e não faz ideia da sua história.
    Excelente!!!

    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, um dos posts que mais me deu trabalho para fazer! Passei meses pesquisando e dias pra montar o post. Mas valeu a pena! :D
      Beijos :*

      Excluir
  7. Eita!
    Que engraçado, um dos posts que tá dentro do meu planejamento pro ano que vem são clipes artísticos.. o legal que vou poder linkar com o seu! ;)
    Amei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a grande magia aprontando mais uma das suas! :D :D :D
      Beijão! :*

      Excluir
  8. Lidiane amei sua postagem! Estou correndo atrás de um clipe artístico que conheci através da MTV. É feito em animação, e uma cantora que canta. Não é a Pitty, nem a Céu. Por favor, me ajuda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabelle! Nossa, eu não saberia te dizer que clipe é esse, dos que pesquisei só os desse post e o da parte 2: http://www.lidydutra.com/2016/04/clipes-com-referencias-na-historia-da.html
      Bjs

      Excluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário. Saiba mais sobre os termos de uso deste espaço clicando aqui.