abrir menu
20/11/2018

Como monto meus planos de aula + freebie

A gata professora

Alguns dias atrás abri uma enquete lá no Instagram, pedindo para que mandassem sugestões sobre assuntos relacionados à docência em artes. E uma das maiores dúvidas diz respeito aos planos de aula: como fazer, o que abordar, como executar. 

Por isso, resolvi compartilhar como eu monto meus planos de aula, além de disponibilizar um modelo, pronto para download. Claro que é a minha experiência, e não uma receita pronta. Existem passos que podemos seguir, mas não uma regra fechada, um tem-que-ser de um jeito ou outro.

O que é um plano de aula?

Plano de aula é uma espécie de roteiro, no qual o professor vai especificar tudo o que será abordado durante uma aula. Contém informações sobre conteúdos, atividades, avaliação, métodos, referências, etc. Também pode ter a forma de um projeto de trabalho, contendo uma ou mais aulas, ou até mesmo um mês ou bimestre inteiros.

O que colocar no plano?

Embora não exista uma receita pronta, alguns elementos aparecem de praxe em planos de aula, tais como: data ou período de realização da aula, temática, conteúdos abordados, objetivos da aula, metodologia/sequência de atividades, recursos e avaliação. Essa estrutura básica permite que o professor não só tenha clareza do que abordar, como também organize melhor seu material, agende espaços da escola (se necessário), prepare recursos de apoio e, sim, estude! Porque, para mim, é imprescindível que, munido do plano de aula, o professor estude o tema e busque amparo bibliográfico para a aula. 

Como estruturar o plano de aula?

Os meus planos de aula são organizados da seguinte forma:

  • Data (período de realização da aula);
  • Tema (assunto trabalhado);
  • Conteúdos (baseado nos objetivos de aprendizagem, o que vai ser pontuado dentro do tema);
  • Objetivos (o que eu quero com aquela aula);
  • Sequência de atividades (como vou executar aquela aula);
  • Recursos (o que eu preciso para realizar a aula);
  • Avaliação (ao final, o que espero que os alunos aprendam com a aula).

É sempre assim? É. Sou muito caxias com meu planejamento, pois dedico muitas horas além da hora atividade para realizá-lo. Tenho um caderno onde elaboro as semanas (dá para ver na imagem, a Luna está deitada em cima dele), além de uma agenda tipo planner, que me dá a visão de toda a semana de aulas, e onde anoto a sequência de atividades por turma. Faço tudo de maneira analógica, pois me concentro melhor do que na frente do computador.

Dicas extras:

→ Tenha uma agenda como a que mencionei acima. Ela ajuda a dar um panorama da semana e das atividades que precisam ser realizadas. Meu modelo é este aqui, mas dá pra procurar modelos gratuitos para baixar, ou fazer sua própria agenda. O importante é se organizar;

→ Faça um checklist das coisas que precisa levar para a aula (pendrive, papéis, revistas, etc.), isso evita esquecimentos e perrengues de última hora com equipamentos;

→ Procure manter-se à frente, planejando o mês inteiro, ou os próximos 15 dias. Assim, você mantém a sequência de atividades num ritmo bom, vê onde as turmas estão com dificuldade e tem mais folga para fazer alterações ou replanejar uma aula;

→ Anote alterações no seu plano. Por exemplo: uma discussão que durou mais tempo que o planejado, ou uma proposta dos estudantes que não estava prevista, mas você achou legal executar. Isso ajuda a ver o quanto suas aulas são dinâmicas e o quanto você consegue se adaptar. Lembre-se: flexibilidade deve ser a palavra-chave de um planejamento, ele é o ponto de partida, mas nem sempre o de chegada;

→ Prepare-se para DAR RUIM. Porque uma coisa que a vida docente tem me ensinado é que nem tudo sai sempre como planejado, e precisamos manter a calma nessa hora. Você pode ter preparado uma aula linda, interativa, cheia de materiais legais e: o equipamento pifa, os alunos não levam material, você sente dor de barriga, chove e não vai ninguém, aparece uma demanda de última hora ou, simplesmente, a turma não está na mesma sintonia que você e não absorve o conteúdo da aula. É normal e acontece com todo mundo, bola pra frente.

Freebie

E para ajudar você, que está passando por algum perrengue, ou está em estágio ou entrou nesse negócio da docência agora e encontra-se arrancando os cabelos, preparei um modelo dos meus planos de aula (inclusive dei essa aula na semana passada), para você baixar e se guiar. É SÓ UM GUIA. Use como ponto de partida para sua prática e adapte às suas necessidades. Lembre-se de que não existe uma regra ;)

Download do arquivo aqui


Espero ter ajudado quem sente dificuldades na questão do planejamento de aulas e, assim que outras dúvidas forem surgindo, faço mais postagens.

Conheça meu portfólio profissional

2 comentários:

  1. Muito legal as dicas e ver como você se organiza. Eu preciso ser mais organizada, pois as vezes me perco, mesmo não trabalhando na área hehehe..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Monique! Sempre fui organizadinha, mas esse ano precisei me superar hehehe

      Beijos!

      Excluir

Muito obrigada pela visita e por deixar o seu recado. Os comentários são moderados para que eu possa responder a todos com atenção. Caso for comentar em postagens antigas, favor levar em consideração a data de publicação, pois minha opinião pode ter mudado com o tempo. Saiba mais sobre os termos de uso e política de privacidade do blog clicando aqui.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial