These are hard times for dreamers

Por - 1.7.16


Desde a criação do blog, há seis anos atrás, mês passado foi o que teve menos postagens publicadas. Segui meu pseudo-calendário editorial e aproveitei para falar do curso da Sabrina Eras, algo que queria fazer já tinha um tempo. Os motivos para esse acontecimento (que não vai se repetir, espero) foram: 1. se for para fazer algo de qualquer jeito, prefiro não fazer e 2. vi muita coisa errada acontecer na internet. Vou me deter a este último para fazer uma pequena divagação.

Já não é de hoje que fico de olho nos plágios rolando soltos no Instagram e web em geral, mas parece que houve uma superação (para o mal) durante o mês passado. Vi amigas e pessoas queridas sofrerem com empresas desonestas, que se apropriaram de seus trabalhos para fazer vários tipos de produtos (aqui, cabe um aviso: tome cuidado com fabricantes de capas para celular e roupas em geral, verifique se o artista é credenciado e está recebendo os royalties corretamente), cópias de trabalhos, gente vendendo arte que não era sua, pessoas fazendo tutoriais e ministrando cursos/palestras sobre assuntos que não dominam totalmente... só para citar alguns casos.

Comigo aconteceu algo muito, mas muito inusitado. Uma pessoa copiou toda a estrutura aqui do blog (inclusive, instalou o mesmo tema), do menu e fonte utilizada no banner até a sidebar, além de: estrutura e títulos dos meus álbuns no Behance e até mesmo as legendas das fotos nas redes sociais. Fiquei chocada e sem saber o que fazer pois, a cada dia, mais e mais plágios "sérios", envolvendo direitos autorais surgiam, e eu acabei não me sentindo a vontade para reclamar "só" disso.

Cheguei a pensar: o tema que instalei no blog é gratuito, qualquer um pode utilizar; também gosto de pesquisar a estrutura de outros sites, a fim de deixar a experiência dos usuários melhor; talvez a pessoa estivesse montando seu portfólio e encontrou no meu um norte para começar. Enfim... cogitei várias coisas na minha cabeça mas, no final, cheguei à conclusão de que foi má fé, mesmo. Por que foi só eu expressar meu descontentamento que tudo foi modificado. Moral da história: se você não deve, não teme!

Isso foi me desestimulando a escrever, somado ao fato de que passei a olhar o que posto de uma maneira ainda mais crítica. Tenho aprendido tantas coisas legais que fico com medo de divulgar uma informação errada, ou indicar um material de má qualidade. Sei que aí do outro lado tem gente que está começando sua jornada na ilustração e não desejo ser uma influência duvidosa, quero dar o meu melhor, sempre.

A situação mudou a partir de algumas coisas muito bacanas que aconteceram: primeiro, todo apoio das meninas dos grupos que participo, em especial a Sabrina e a Bella. É importantíssima essa troca que fazemos. Depois, fui surpreendida com um post lindo no Depois dos Quinze, com a indicação do meu Instagram. Também tem as colaborações para o Delirium Nerd. E, para finalizar, a livestream mais linda da internet, que rolou no último dia 28, lá no canal da Mary Cagnin. Foi uma experiência muito rica, com a qual aprendi várias coisas. Já quero um repeteco!

São tempos difíceis para os sonhadores mas, aos pouquinhos, vamos mudar a situação. Esse período que tenho passado "na caverna", recolhida com meus estudos e só observando o que acontece à minha volta, tem me proporcionado um outro olhar sobre mim mesma, sobre as relações com os outros e sobre o trabalho. 

Em julho a programação volta ao normal, na medida do possível, pois ainda ocupo 90% do meu tempo com estudos de aquarela. Mas já separei umas coisas bem legais para mostrar. E aviso que vou recompensar toda a falta de posts em agosto, com a volta do BEDA! Sim, vai ter conteúdo todo dia, assim como fiz ano passado. Já planejei o calendário editorial e aproveitarei as férias para adiantar várias coisas. Também quero lançar um vídeo com perguntas e respostas, mas ainda não sei quando.

Era isso, esse textão foi um misto de queria star morta com não podemo se entrega pros home de jeito nenhum. Espero que compreendam. Ah! Acabei trocando o layout: um pouco foi pelo acontecido, outro tanto porque o antigo não estava 100% responsivo. Pra variar, ainda não consegui ajustar o tamanho correto de todas as imagens. Me digam o que acharam, também estou sentindo falta dos comentários e da participação desse público tão lindo. :)

Abraços,
Lidiane

Veja também

14 Comentários

  1. Que f*da isso de ter de lidar com gente mal intencionada. Isso drena a energia de qualquer pessoa. Ainda bem que existe muita gente que vale a pena nesse mundo e que sempre nos dão uma força quando mais precisamos. Vou aproveitar esse momento "queria star morta" para dizer que acompanho seu blog faz um tempinho porque gosto muito das suas postagens. Dá para perceber que você faz com carinho e se preocupa com a relevância do que diz aqui. Suas dicas sobre materiais são muito úteis e seus desenhos são muito inspiradores. Fico muito feliz por saber que já está com as forças renovadas! #poderfeminino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Nani! Muito obrigada pelo carinho <3 Fico feliz, de verdade, que o conteúdo feito aqui transmita coisas boas para quem me lê. É muito complicado isso de cópia e mal caratismo das pessoas, até foi algo que falamos durante a livestream: tem gente que é má intencionada mesmo, e gente que acha natural pegar as coisas sem pedir/dar autoria. Tento focar nesse segundo público para mostrar que isso é errado, para tentar criar uma cultura positiva. Nem sempre dá certo, mas sigo tentando. Foi um mês de muitas coisas ruins, mas também de muita gente boa se mexendo pra parar com isso. Espero ver melhoras em breve.
      Beijão :***

      Excluir
  2. Que palha, Lidy! Minha mãe tem blog há mais tempo que eu e pra piorar é blog de culinária (ou seja... a tendência de cópia é bem maior.) Tem receita dela letra por letra e foto a foto copiada por toda a internet e ela morre de raiva... mas sempre tento crer que a maioria das cópias são por ignorância... E as vezes é necessário conversar com as pessoas ou até mesmo medidas drásticas... O teu blog é massa e sinceramente acho que por mais que alguém não seja o maior especialista do mundo num assunto, sempre pode ajudar alguém compartilhando sua experiência. Não deixe de compartilhar por perfeccionismo!!! Sempre tem alguém que sabe menos e que vai curtir. (Que dirá você que tem uma formação no assunto e tem bastante bagagem pra compartilhar.) :) (Claro... Tb quem não é especialista não deve se fazer de especialista... e tb fico assustada as vezes de como a bola de algumas pessoas é cheia - Mas 'o pior' é que geralmente é bom pra elas.) Não lembro exatamente como era seu layout anterior... Só que era mais preto? Lembro de ter achado excelente a estrutura quando você trocou (e confesso que fiquei com vontade de achar uma estrutura parecida - LOl - mas acabou não dado tempo de pesquisar... sou muito lerda nessas coisas) e agora tá ótimo tb! Gostei do cinza, dá uma leveza! :) Assisti o bate-papo de vocês! Muito bom! (Essa coisa de inspiração é complicada... acho que todo mundo pode ficar confuso com o limite as vezes. Então achei massa as dicas que vocês deram.) Até compartilhei na minha newsletter. :)

    Pelo que tenho percebido andou um desanimo generalizado, mas aos poucos tá voltando ao normal.

    Enfim... bola pra frente e vai ficar tudo bem! Dá pra ver que você já tá mais animada (eu tb andei meio pra baixo e tb tou melhorando). :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lila, é complicado mesmo. Tenho uma amiga que passa o mesmo que a sua mãe, só que com receitas de tricô e crochê. As pessoas chegam a mandar mensagem exigindo que ela passe a receita das peças que ela comercialize, ou então deixam comentários dizendo que fazem mais barato D: Acho simplesmente assustador.
      No início do mês passado assisti a um congresso online e fiquei chocada com algumas palestras. Pra você ter uma ideia, teve um palestrante (daqui da minha cidade!) que falou sobre usar mercúrio cromo para pintar!!! Eu só conseguia pensar: "Cara... você tá falando para um público, em sua maioria, iniciante, toma o mínimo de cuidado com os conselhos que vai dar!" Por isso penso muito antes de postar, ainda mais depois de tudo que tenho aprendido com a Sabrina.
      Meu antigo layout era preto sim, uso os do Themexpose, que é um site para blogger, mas o Solo Pine faz os mesmos temas para wordpress e a instalação é super fácil, dá uma olhada.
      Vi nosso bate-papo na sua newsletter e fiquei muito feliz com a indicação!
      Muito obrigada pelo suporte e carinho de sempre, aos poucos o ânimo está voltado :)
      Beijão :**

      Excluir
    2. Pô! Tem dicas que são sem noção mesmo. Ahahaha! Vou procurar esse site... O meu é feito no WP. Obrigada pela dica e vamo que vamo!

      Excluir
    3. #tenso haha
      Dá uma olhada, é http://solopine.com/

      Excluir
  3. Oi Lidy!
    Isso é realmente chato, também vi alguns ilustradores que sigo reclamando de plágios sobre lojas de blusinhas estampadas e essas capinhas para celular. A pessoa simplesmente rouba a obra do outra e vende como se fosse sua, é inacreditável.
    Esses dias eu estava visitando uma página de tatuagens e vi que a pessoa tatuou a imagem de um ilustrador que adoro, e o tatuador não colocou os devidos créditos, e várias pessoas elogiando o desenho "dele"; Claro que já fui lá nos comentários e explanei logo de um jeitinho que não ofendesse.

    Dá até um certo medo de colocar uma imagem em qualidade no portfólio online, espero que nós artistas possamos ser respeitados um pouco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Izabella!
      Teve muita loja de capas para celular plagiando artistas, ultimamente. Acho sério, porque de algum lugar essas lojas tem que conseguir as artes no formato certo para impressão, o que me faz duvidar da idoneidade das lojas maiores também.
      E plágio de artista por outro artista é o que mais tem, os limites entre inspiração e cópia nunca estiveram tão borrados, vejo inclusive canais famosíssimos do youtube plagiando descaradamente.
      Não tem muito pra onde correr, o jeito é denunciar e fazem com que essas pessoas sintam no bolso, por mais estressante que seja.
      Beijos :*

      Excluir
  4. Oi Lidy!!! Muito importante essa sua postagem! Eu estou começando agora e suas dicas tem sido tão valiosas para mim!!! Vejo uma seriedade muito grande em tudo que você faz, muito profissionalismo e respeito! Admiro muito isso!!! Obrigada por dedicar seu tempo em compartilhar tanta bagagem: conhecimento+experiência! Amei a livestream no canal da Mary!!! Espero que tenha bis!!! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laiany! Fico muito feliz com o seu carinho pelo meu trabalho, é muito importante para quem produz conteúdo ter esse feedback positivo. :) É por isso que vale a pena continuar...
      Muito obrigada pela visita e pelo comentário, significam muito <3
      Beijos! :**

      Excluir
  5. Oi Lidy,esse post me chamou atenção e tive que comentar...Já faz algum tempo que estou pensando acerca da função do artista na sociedade.Sabe,na realidade me cansa que o nosso papel virou fazer desenho pra ilustrar capa de celular e sacola. Sei lá,essa reprodutibilidade excessiva me incomoda.É dinheiro mas...e aí?Acho isso tão vazio,acaba com a magia da arte em si.Vejo pessoas mais preocupadas em fazer algo vendável do que realmente botar pra fora aquilo que quer.Mas aí vai da visão pessoal de qual o papel da arte na tua vida né?Eu sou idealista demais nesse ponto.E como os meios de comunicação e a velocidade de informação mudaram drasticamente nos últimos anos,a gente tá nesse pé de guerra em relação a direitos autorais. A internet veio como um búfalo trotando e passando por cima de tudo.Se de um lado é uma ótima plataforma para pesquisa,é também um caos onde não a regras senão o bom senso e honestidade. Complicado. Acompanhando teus trabalhos pelo insta suas aquarelas estão lindas,parabéns :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi, esse é realmente uma boa questão pra se pensar. Parece que o ensaio do Walter Benjamin nunca esteve tão atual. Eu mesma já me peguei pensando duas vezes antes de fazer um trabalho pessoal, por achar que não venderia. Mas aí lembro que é pessoal, que é algo para satisfazer os meus anseios, para colocar algo meu para fora, a finalidade não é a venda. Se o público se identificar, ótimo. Se não, tem que bastar pra mim, e só.
      Mas é um bombardeio diário de conteúdo e, inevitavelmente, acabo caindo nessas. Essa semana foi especialmente difícil, me sinto bastante cansada com várias coisas que vejo, com atitudes antiprofissionais, com pessoas íntegras sem trabalho... Tenho achado o ato de criação muito difícil. Não é uma questão material ou crítica, é humana, mesmo. E se o artista não domar esse búfalo que é a internet, vai ser atropelado por ele. Pelo menos os que não se dobrarem a essa estrutura capitalista.
      No meio de tudo isso, é o curso de aquarela que me salva, tem sido tão maravilhoso que nem sei mais o que dizer :)
      Beijão! Obrigada por trazer sempre ótimas reflexões pra cá <3

      Excluir
  6. OI, Lidy
    Olha eu, a relapsa da Internet aqui.
    Espero que chegue um dia que eu consiga acompanhar pelo menos 1/3 do que minhas amigas postam. Ainda mais textos importantes assim.
    Concordo contigo em tantas coisas, e já discutimos tanto sobre isso que você sabe bem como eu penso.
    Principalmente, porque muita coisa eu falo abertamente em aula.
    Plágio me preocupa demais, é um estresse longo, até conseguir resolver o problema. Isso quando se resolve.
    Mas até lá, a gente fica com aquela angústia. E isso faz tão mal.
    E eu ando muito, mas MUITO preocupada com o tanto de informação errada que anda circulando por aí em relação à ilustração, mercado editorial, técnicas e material.
    Tem muita gente (infelizmente) que acha que é só pegar um estojinho baratinho, um papel meia boca, abrir um canaç de youtube ou criar um blog, fazer alguma coisa (um "tutorial", um "review") e já se auto intitula "iustrador", "aquarelista", "artista"... tá osso.
    E precisamos de mais gente que apontem o dedo e falem sobre isso.
    Bjsssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabrina!!!!! (sai gritando pela casa, de tanta emoção *---*)
      Nossa, eu já nem consigo olhar para coisas que produzi não tem nem um ano.
      Sempre tive cuidado com o conteúdo que posto e, cada vez mais, redobro a atenção, já vejo coisa errada e quero morrer.
      É uma responsabilidade grande falar da própria experiência, porque a gente parte de um ponto de vista muito pessoal, e corre o sério risco de não funcionar para o leitor, pois cada um tem a sua bagagem. E vejo que é isso que acontece quando alguém fala que gosta de, por exemplo, usar o lápis verdinho aquele da Bic para ilustrar. Que ama o lápis, que ele é o melhor. É uma visão pessoal, limitadora, é dizer para as pessoas que tudo bem não procurar um lápis melhor, pois o fulano se dá bem com esse...
      Quanto ao plágio, fico meio desesperançosa quando vejo quem pratica isso sendo validado pelo sistema. É como se a pessoa recebesse carta verde para continuar plagiando, ela vai conseguir trabalhos, ministrar oficinas, participar de eventos, construir um público que vai perpetuar aquilo tudo. É muito complexo.
      Mas como sou uma formiguinha nesse universo, procuro deixar minha contribuição. Em alguém vai chegar e a ficha vai cair. Pelo menos é assim que espero.
      Uma honra ter um comentário teu aqui <3
      Beijão :*

      Excluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário.
Saiba mais sobre os termos de uso e política de privacidade clicando aqui.