Goddess

17/10/13


Olá pessoal!

No último post eu contei como cheguei até essa ilustração e hoje, além do trabalho finalizado, vou mostrar mais algumas curiosidades. Primeiro, já respondo a uma pergunta frequente, sobre o material que uso e como consigo esse "pretão" de grafite. Para essa ilustra, trabalhei com os lápis 6B e 4B da Staedtler; 6B e 4B da Derwent e 3B da Stabilo. Eles são muito escuros, então não foi difícil chegar a tonalidade final. Depois, ainda intensifiquei um pouco mais no Photoshop, mas dessa vez nem precisei tanto. O papel utilizado é para aquarela, com uma texturinha que amo, mas para os próximos penso em usar um papel mais liso, menos abrasivo e que não gaste tanto a ponta do lápis. O pingente em formato de gota foi feito com lápis de cor metálico e caneta gel metálica. Também coloquei um pouco de cor nos lábios.

O grande barato dessa ilustra foi o cabelo, quem me conhece sabe que amo desenhar uma cabeleira vasta. Acredito que se tivesse utilizado um papel maior, o resultado teria sido mais impactante. Aí reside um problema: sou muito presa a formatos pequenos, mais por comodidade do que por medo: um A4 pode ser transportado para vários lugares (leia-se o sentindo mesa-cama-sofá), já de A3 para cima requer mais logística, e acho que é para isso que não tenho paciência.

Resolvi batizá-la de Goddess (Deusa), pois comecei a ler a série homônima da autora P. C. Cast e me encantei com a descrição de Gaia, no livro Deusa do Mar, o primeiro volume. Como a protagonista ainda usa um amuleto, também fiz uma livre interpretação do mesmo. Fiquei pensando na quantidade de livros que leio desde minha libertação acadêmica (final do mestrado) e decidi iniciar de vez um projeto que está engavetado desde então: ilustrar minhas personagens favoritas. Mas isso deixo para o próximo post.

Abraços,
Lidiane :-)