Lavanda ūüĆŅ

20/07/2017


Depois de muito tempo de molho involunt√°rio, criei coragem para retomar os estudos e finalizar alguns rascunhos que estavam em espera. Como contei no √ļltimo post, o motivo para esse afastamento n√£o foi bloqueio criativo, mas sim cansa√ßo causado pela divulga√ß√£o da exposi√ß√£o (que segue at√© o dia 31 de julho). E eu senti muita falta de produzir para mim, de ler os livros que comprei e voltar a estudar anatomia. Decidi que a primeira semana das minhas f√©rias seria dedicada a tudo isso. E, assim, nasceu mais uma ilustra√ß√£o da S√©rie Bot√Ęnicas: Lavanda.


Além de ter ficado muito satisfeita com o resultado do desenho e da pintura, pois estou sempre tentando refinar o que aprendo da melhor forma, essa ilustra tem um lado sentimental também. Senta que lá vem história...

Sou apaixonada por lavanda, cresci sentindo esse cheiro, j√° que √© o perfume favorito da minha m√£e. L√° na inf√Ęncia, minha primeira deo-col√īnia foi uma lavanda da Xuxa (eu tinha t-u-d-o dela, estamos falando da d√©cada de 1980), e at√© hoje meus perfumes favoritos s√£o aqueles com ess√™ncia dessa planta, at√© mesmo incenso, aromatizador de ambientes e produtos de limpeza. Tamb√©m √© uma das minhas cores prediletas, pois transmite calma e acolhimento. E mesmo com todos esses pontos favor√°veis, eu nunca tinha desenhado uma florzinha sequer na vida. J√° estava mais do que na hora de reverter a situa√ß√£o.


Utilizei uma refer√™ncia fotogr√°fica apenas para n√£o errar muito nas propor√ß√Ķes do rosto, o resto foi desenhado de imagina√ß√£o, inclusive as flores. Para conseguir esse tom do cabelo, misturei dioxazine, rosa quinacridone e azul da Pr√ļssia, bem dilu√≠dos em √°gua, at√© chegar no ponto mais suave. E para espalhar a tinta, bastante aguada. A colora√ß√£o da pele segue o que j√° tenho feito nas √ļltimas ilustra√ß√Ķes, e aqui reduzi ainda mais o retoque com l√°pis de cor marrom e multiliner s√©pia, coloquei somente o necess√°rio. Queria passar suavidade. S√≥ subi o tom na coroa de flores, para dar destaque, inclusive finalizei com uma tinta transparente com glitter.


Materiais utilizados

- Papel Canson Moulin DuRoy;
- Aquarelas Cotman e Van Gogh;
- Pincéis Keramik;
- L√°pis 2B Royal & Langnickel e de cor Polycolor;
- Multiliner Copic sépia;
- Tinta Confetti Acrilex.
Veja todos os meus materiais de arte favoritos, clicando aqui.


Lavanda j√° est√° dispon√≠vel no meu Studio no Colab55. Recentemente, retirei algumas artes da loja, principalmente as que ainda n√£o haviam sido vendidas. Fa√ßo isso para manter o espa√ßo sempre renovado e com produtos interessantes, por isso √© importante que voc√™ se cadastre l√° no site e deixe um ❤️  ao lado da sua estampa mais amada, me ajuda muito a saber as prefer√™ncias dos consumidores.

Inscreva-se na newsletter para receber novidades em primeira m√£o!
Me acompanhe nas redes sociais: Facebook - Instagram - Twitter - Tumblr - Pinterest
Para ver meus trabalhos profissionais, acesse o Behance ou a categoria Portfólio.

Coment√°rios

  1. Lidy, a ilustra ficou muito bonita. Adoro o cheiro de lavanda também, até comprei um daqueles vidros com palitos de madeira que espalham o perfume no ambiente, mas tenho sensibilidade a perfume e não conseguir utilizar isso por muito tempo. Também gostei muito desse sombreado no rosto, ficou suave e delicado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Mateus!
      Eu amo lavanda e, se pudesse, teria uma planta√ß√£o no quintal de casa ūüėÖ

      Excluir
  2. AMO lavanda! Super me identifiquei. Essa ilustra est√° linda e hipnotizante. S√©rio. ❤
    www.jeniffergeraldine.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e por deixar o seu recado. Por favor, leve em consideração a data do post, pois minha opinião pode ter mudado com o tempo, e alguns links podem estar quebrados. Conheça os termos de uso do blog antes de comentar.