Actias Luna ūüźõ

12/08/17


Depois de muito tempo transitando somente entre a aquarela e o grafite, voltei a usar lápis de cor para cobrir totalmente um desenho. Tenho preferido usar este material mais como complemento ou detalhe fino, pois é um processo mais demorado e, vendo alguns trabalhos antigos, sinto que me perdia demais nas cores. Por isso, resolvi fazer este exercício de "reciclar" a técnica que me acompanha desde quando eu nem sonhava em ilustrar.

E como acontece frequentemente, usei um estudo que estava em espera, daqueles que fa√ßo sem compromisso e deixo guardado at√© que case com alguma ideia. Outra coisa que tenho colocado em pr√°tica √© a cria√ß√£o de thumbnails e composi√ß√Ķes pr√©vias no Photoshop para estudar melhor a posi√ß√£o dos elementos, paletas e ajustar os tamanhos. No caso dessa ilustra√ß√£o, a preocupa√ß√£o foi com as asas, feitas separadamente. A Leilani Joy √© uma artista que usa muito esses artif√≠cios, e tem v√°rios v√≠deos em seu canal sobre processo criativo e refer√™ncias.


Cheguei a esta representa√ß√£o de uma fada, inspirada na mariposa actias luna, depois de ver alguns sketches antigos; houve uma √©poca em que praticamente todas as minhas figuras possu√≠am asas de borboleta ou anjo. Pesquisei muitas imagens no Pinterest e tamb√©m procurei artistas que costumam ilustrar essas mariposas, como a HappyD e a Caroline Jamhour.


√Ä esquerda, a composi√ß√£o que fiz no Photoshop para me guiar, unindo o esbo√ßo da figura com o das asas, e acertando o tamanho para A4. Fiz algumas modifica√ß√Ķes na arte final (aquela orelha estava meio esquisita), e tamb√©m j√° testei como faria a cor das asas, em tons de verde, azul e ocre. Esses tons est√£o presentes em todo o resto, com excess√£o do vestido, para o qual utilizei tamb√©m rosas e p√™ssego. O que eu quis evitar foi o excesso de cores, priorizando a neutralidade do todo.  O resultado:


Materiais utilizados

- Papel Canson desenho 200g na cor creme;
- L√°pis de cor Polycolor;
- Guache Talens branco;
- Multiliner Copic;
- Marcador Bic dourado.


Trabalhar com l√°pis de cor pode ser um pouco complicado no come√ßo, principalmente se n√≥s n√£o conhecemos muito bem o material que temos em m√£os. Como respondi esses dias l√° no grupo Ilustra D√ļvidas, acho importante pesquisar e comprar algumas unidades avulsas de marcas diferentes para testar. Eu tenho l√°pis da Koh-I-Noor, Derwent, Caran d'Ache, Staedtler e alguns escolares da Faber-Castell e cada um serve a um prop√≥sito diferente. O papel tamb√©m influencia muito na pintura, principalmente se voc√™ deseja algo mais liso ou texturizado.


Sei que tenho dito muito isso ultimamente, mas, fiquei muito feliz com o resultado (que bom, n√©?!). S√©rio, eu estava muito enferrujada com l√°pis de cor, o tempo est√° √ļmido e tudo poderia ter dado errado. Mas quando vi as asinhas sa√≠rem exatamente como queria, ganhei g√°s suficiente para levar a pintura adiante. Acho que menos √© mais sempre. Mesmo com v√°rias cores √† disposi√ß√£o, reduzi e neutralizei a paleta, para chegar no resultado desejado. E n√£o fiquei lambendo o desenho depois de finalizar (isso aprendi com Sabrina).

Aproveitando que falei bastante sobre referências nessa postagem, gostaria de deixar como indicação este vídeo maravilhoso da Ale Presser e da Sulamoon, no qual elas discutem se usar referência é roubar. Vale muito a pena assistir. E para quem deseja saber mais sobre o simbolismo da mariposa, a Caroline Jamhour escreveu um texto ótimo em seu blog.

Inscreva-se na newsletter para receber novidades em primeira m√£o!
Me acompanhe nas redes sociais: Facebook - Instagram - Twitter - Tumblr - Pinterest
Para ver meus trabalhos profissionais, acesse o Behance ou a categoria Portfólio.