Na prancheta #6

22.8.16


As últimas semanas foram de dedicação a um projeto muito bacana que, assim que estiver concluído, mostrarei na íntegra. Já adianto que ele fala sobre violência contra mulher e eu, enquanto mulher e artista, me senti extremamente desafiada.



Como já havia dito lá no meu Instagram. certos trabalhos são difíceis de fazer, tanto em relação à técnica, quanto pelo envolvimento emocional que exigem. Ilustrar a violência contra a mulher, em suas mais variadas facetas, foi um processo doloroso de aprendizagem e empatia, que mudou (e muito) minha forma de pensar e agir.



Esses são alguns petisquinhos que já havia publicado nas redes sociais, visite meu portfólio para conhecer outros trabalhos na íntegra. Aos poucos, estou animando a voltar a postar, trazendo coisas legais que vi por aí, nos últimos dias. Fiz uma faxina no blog (venho repensando minha presença online desde o ano passado) e excluí muitos post antigos, coisas que já não faziam muito sentindo com o que produzo hoje e me sinto mais leve. O mesmo aconteceu na fan page, no Pinterest, no Twitter e no Instagram. Chega de juntar cacarecos, não é mesmo?

Abraços e boa semana! :)

Veja também

4 Comentários

  1. Lidiane, imagino como é complicado para você, enquanto mulher, ilustrar violência contra mulheres.

    Eu, feito ser humano, homem, noivo, filho, sinto ondas de raiva emanando pelo corpo quando vejo algumas notícias absurdas sobre esse assunto. Dá vontade de esquecer que existem direitos humanos às vezes, se dá.

    É impressionante, como ainda em 2016, se aceitem e banalizem absurdos como os que acontecem na África ou mesmo, nas ruas das nossas cidades. É uma triste realidade, muito triste mesmo.

    Parabéns pela iniciativa e pelo trabalho!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mateus! Nossa, foi bastante difícil ilustrar sobre a violência contra a mulher pois, por mais poética que seja a abordagem, sempre vai acionar gatilho em quem passou por alguma situação dessas, então tentei equilibrar a mensagem da melhor maneira possível.
      Mesmo com as políticas instituídas (sempre ameaçadas por políticos e politicagens), algumas formas de violência são tão enraizadas em nossa sociedade, que é difícil combatê-las (cantada, gordofobia, assédio moral, dentre várias), por isso acredito sempre na informação e na educação das crianças e jovens, para que se tornem adultos capazes de mudar essa realidade. :)

      Abração!

      Excluir
  2. Fico muito feliz que você tem voltado a ficar animada em postar!!! Muito feliz mesmo! Esse tema é tão importante Lidy! Através do meu trabalho atual tenho muito contato com mulheres que se encontram nessa situação e tenho visto que pela graça de Deus, a informação, encorajamento e apoio podem ajudá-las sim a saírem desse cenário! Então acho esse trabalho de extrema importância e os desenhos me tocaram imensamente! Gostei muito do grafite misturado com a aquarela!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laiany! Estou bem animada, viu? Obrigada pelo apoio, isso é muito importante <3
      Também acho que informação é a chave de tudo, muitas mulheres até conhecem seus direitos, mas têm medo de denunciar, ou acham que o seu caso não é "grave o suficiente" para uma denúncia, e é essa cultura que precisa ser modificada. Toda e qualquer forma de alerta é válida, espero que esse trabalho, ao qual me dediquei muito, sirva de alerta e chegue ao maior número de mulheres possível.
      Beijão! :**

      Excluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário.
Saiba mais sobre os termos de uso do blog clicando aqui.

Subscribe