Conto inspirado em "Awake", por Adriane Dias Bueno

20/02/13

Olá pessoal,

Na semana passada a Adriane Dias Bueno, do blog Br392, fez uma análise das ilustrações do livro Poetas de Pijama de que mais gostou e, felizmente, um dos meus trabalhos estava entre os escolhidos. Na mesma postagem, surgiu uma dúvida sobre a utilização dos termos desenho, ilustração e cartum e, através dos comentários, fui convidada para escrever um texto sobre as diferenças entre esses termos. A coluna foi ao ar ontem e pode ser vista aqui. Fiquei bastante feliz em poder colaborar com outro blog, principalmente um que valoriza a produção riograndina. Espero que os leitores apreciem o texto, compartilhem e comentem.

Seguimos trocando mensagens, até que a Adriane disse que gostaria de escrever um texto baseado numa de minhas ilustrações. Ela tem outro blog literário, o avessasingularidade, e me deixou livre para escolher um trabalho para servir como inspiração. Escolhi Awake, que é uma das minhas meninas mais queridas, e fui agraciada com um conto da mais pura sensibilidade e intensidade, que reproduzo abaixo. Cliquem na imagem para ler, salvar e compartilhar com seus pares. Fiz uma diagramação especial:




Fiquei (ainda estou) muito emocionada com o texto da Adriane, na primeira lida, imaginei uma cena de filme noir, foi possível dar forma à figura, que deixou de ser bidimensional e tomou corpo e contornos de uma mulher mergulhada em seus pensamentos. A leitura foi fluindo cada vez mais gostosa, e o final – sem dúvidas! – foi catártico. O último parágrafo me atravessou como uma fecha:

Talvez seja porque hoje tenhas enfim descoberto que teu coração sonha acordado de forma diferente daqueles que batem ao teu lado.

Já agradeci mil vezes à Adriane e não vou cansar de agradecer outras mil, pois esse tipo de parceria não tem preço. Todos os  poetas e escritores têm lugar cativo no meu coração e são capazes de me transformar numa pessoa melhor através de seus escritos. Vocês são anjos na minha vida e dão significado à minha arte. Obrigada!

Abraços,
Lidiane :-)