Nebula + um agradecimento

28/04/15


Eu ia fazer um post no último dia 15, dia do desenhista, para tentar expressar o que isso significa para mim, e como passei a me entender e aceitar como artista. Mas resolvi esperar o término da Exposição Mulheres para não só falar sobre a minha profissão, como também fazer um grande e especial agradecimento a todxs que possibilitaram o sucesso deste projeto. Além disso, como forma de gratidão, trago uma ilustração nova e seu processo de criação, feita com todo o amor do mundo, e que batizei de Nebula.


Não acredito que sentir medo de expor seus trabalhos e ideias seja algo natural, mas sim convencionado pela nossa sociedade, principalmente para mulheres. Fiquei receosa quanto à aceitação da exposição e se ouviria comentários maldosos mas, por outro lado, pensei que aquela era a oportunidade de colocar a cara no sol e mandar meu recado. Assim, não perdi uma oportunidade de divulgar minhas ilustras, de falar o que me guiava, de mostrar minha paixão pela arte. Foi aí que me surpreendi positivamente...

Na imagem: resolvi voltar a desenhar direto na folha definitiva, para tentar me livrar da mania de fazer tudo certinho, usar menos a borracha e deixar a imaginação mais livre. Mesmo assim, fiz algumas mudanças em relação ao primeiro esboço.


...a aceitação da exposição foi além do que eu imaginava. As pessoas realmente estavam se identificando com as Mulheres e absorvendo os conceitos feministas que coloquei nelas. Nenhum comentário ingrato chegou até mim, e se ele foi dito, acabou se perdendo dentre tantos depoimentos que me emocionaram. Percebi que a comunidade quer ver arte, conhecer os artistas da terra e que dá valor a isso. E que todos os espaços são ideais, desde que cumpram seu papel, que é aproximar a obra do público.

Na imagem: para o efeito "nebulosa", utilizei a aquarela Pentel em bisnaga nas cores Sky Blue, Purple e Ultramarine. Em seguida, joguei sal por cima da folha ainda úmida, para criar um efeito. Quer aprender a fazer uma galáxia? Acesse o tutorial.


Aos poucos, o imenso orgulho que senti por esse passo tão importante na minha vida, foi abrindo espaço também para a gratidão. Recebi muita ajuda, tanto do Centro Municipal de Cultura, da imprensa, quanto dos meus amigos. Pessoas que nem me conheciam, mas que me emocionaram com sua sensibilidade quando se referiam ao meu trabalho. Percebi que todos aqueles numerinhos que contabilizam curtidas no Facebook, no Instagram e em outras redes, são apoios, abraços, desejos de boa sorte, incentivos, gritos de 'vai lá', apertos de mão, beijos e carinho. E a melhor maneira de retribuir tudo isso é continuar avançando, produzindo minhas meninas com seus cabelos de infinito e olhares desafiadores. 

Na imagem: para acelerar o processo de secagem da aquarela, utilizei um secador de cabelo em temperatura média e retirei o excesso de sal com um pincel. Finalizei com marcadores branco e dourado para fazer as estrelas. O resultado final:


Materiais utilizados:
- papel para aquarela que acompanha o livro Aquarela: o jeito fácil;
- aquarelas Pentel (farei um post com meus pincéis em breve);
- marcadores Posca nas cores branco e dourado;
- canetas multiliner Copic;
- lápis 3B Koh-I-Noor e esfuminho.
Detalhes:



Espero que este e todos os outros trabalhos sejam sempre vistos como uma forma de eu agradecer quem me acompanha e me incentiva. Não são somente ilustrações pessoais ou comissionadas, são pedacinhos de mim e de vocês. São a resposta para as minhas perguntas internas e para as dúvidas de vocês também. É um processo colaborativo e de retroalimentação: eu sempre vou devolver ao mundo aquilo que recebo. E ultimamente só tenho recebido amor.

Muito obrigada! Por tudo. Sempre.

Abraços,
Lidiane :-)