abrir menu
18/06/2018

Clipes com referência na história da arte (parte 3)


Deusa Beyoncé lançou clipe novo totalmente gravado no Museu do Louvre e isso é motivo mais do que suficiente para que eu traga a terceira parte do post sobre clipes musicais com referências na história da arte (veja aqui a parte 1 e aqui a parte 2).

Apes**t, The Carters

O álbum surpresa da Bey e do Jay Z veio acompanhado desse clipe maravilhoso, para o qual o casal simplesmente fechou o Louvre para gravação (#poder). Tem muita análise quadro a quadro rolando pela internet, e o que posso dizer, dentro da minha experiência no estudo da história da arte, é a importância de dois artistas negros usarem um espaço historicamente  branco/colonizador para contar sua história e dar protagonismo a um elenco também negro. Beyoncé da Samotrácia é ♥

Somebody That I Use To Know, Gotye ft. Kimbra

Esse clipe ficou de fora das outras seleções por incompetência minha, mesmo. A obra foi dirigida por Natasha Pincus e a body art que cobre os artistas via stop motion é de autoria de Emma Hack.

Dusty My Shoulders Off, Jane Zang

Certamente você já deve ter visto um gif desse clipe rolando pelo Facebook, sem saber que se tratava da cantora chinesa Jane Zang. Nele, é possível ver referências a várias obras que ganham vida, de Van Gogh a Dalí.

Do The Evolution, Pearl Jam

Um dos clipes mais clássicos da banda grunge é também uma obra-prima da animação, dirigido por Kevin Altieri e Todd McFarlane. Envolveu o trabalho de mais de cem (eu disse c-e-m) ilustradores, que tiveram em torno de um mês para finalizar as artes do clipe.

Viva La Vida, Coldplay

O clipe usa como pano de fundo o quadro A Liberdade Guiando o Povo, de Eugéne Delacroix. O próprio nome da canção foi extraído de uma obra da mexicana Frida Kahlo.

Scream, Michael Jackson ft. Janet Jackson

Um dos clipes mais caros da história da música, a colaboração futurista entre os irmãos Jackson se passa em uma nave espacial, na qual Michael visualiza e quebra algumas obras referentes a diversos períodos artísticos.

Blood, Sweat & Tears, BTS

Por fim, a banda que é sensação entre todas as minhas amigas ilustradoras tem um clipe que além de se passar em um museu, traz algumas referências a pinturas famosas e escolas artísticas.

***
Espero que tenham curtido minhas indicações, assim que eu recolher mais referências, volto para uma 4ª edição do post.

Conheça meu portfólio profissional

2 comentários:

  1. EU AMEI ESSE POST COM TODAS AS MINHAS FORÇAS! Além de conhecer músicas novas me apaixonei pela estética dos clipes e o ótimo trabalho por trás. Esse post foi a maior alegria do meu dia! Obrigada por isso Lidy! Você é incrível!
    Beijos!

    https://goodvaibes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que comentário mais carinhoso, Cecília ❤️ Muito obrigada pelo carinho, fico feliz que tenha curtido o post, fiz com muito amor.
      Beijão! 😘

      Excluir

Muito obrigada pela visita e por deixar o seu recado. Os comentários são moderados para que eu possa responder a todos com atenção. Caso for comentar em postagens antigas, favor levar em consideração a data de publicação, pois minha opinião pode ter mudado com o tempo. Saiba mais sobre os termos de uso e política de privacidade do blog clicando aqui.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial