BrĂ­gida (Hibisco) đŸŒș


Ano passado comecei uma sĂ©rie de ilustraçÔes chamada BotĂąnicas que, atĂ© o momento, contava com trĂȘs mocinhas que gosto muitĂ­ssimo, mas estava completamente sem tempo para dar continuidade ao projeto. Alguns meses atrĂĄs dei inĂ­cio ao rascunho da prĂłxima BotĂąnica, e desta vez queria que a planta homenageada fosse o hibisco. No meio do caminho, acabei comprando um orĂĄculo novo, chamado O OrĂĄculo da Deusa, e achei na carta da deusa BrĂ­gida, a carta da inspiração, um nome e um motivo bastante apropriados para batizar essa ilustra.



O início das ilustraçÔes é sempre o mesmo, principalmente quando vou trabalhar com aquarela: rascunho, que depois é passado a limpo para o papel definitivo via mesa de luz; marcação dos valores com grafite - aqui usei låpis 4B sobre papel para aquarela satinado; em seguida, marco os valores novamente com payne's grey e só depois começo a construir a cor de fundo para a pele, cabelos e demais åreas que levarão uma maior quantidade de tinta. Depois de terminar essa etapa, parto para os detalhes:


A finalização fica por conta dos meus amados lĂĄpis Polycolor para retrato, atĂ© gostaria de testar outros, mas esses aqui cumprem tĂŁo bem sua função que nĂŁo penso em gastar com materiais tĂŁo  cedo. E para o rosto, principalmente os cĂ­lios enormes, escolho sempre cantas multiliner bem fininhas, para fazer o efeito fio a fio. O resultado:


Materiais utilizados

  • papel para aquarela Moulin DuRoy satinado;
  • lĂĄpis grafite Lyra 4B;
  • aquarelas Van Gogh;
  • pinceis Keramik linha 411;
  • lĂĄpis de cor Polycolor Koh-I-Noor;
  • Multiliner Copic e marcador Stabilo;
  • Caneta gel branca e dourada para os detalhes.

Sempre finalizo com uma camada de spray fixador e trato a imagem digitalmente no Photoshop.



Deixe que eu me aproxime de vocĂȘ
através da bruma
através do fogo
através das plantas
através das fontes profundas e abundantes
com ideias
visÔes
palavras
mĂșsica que penetra os ouvidos
deixe que eu a comova
anime
estimule
até que suas perspectivas mudem
e sua mente/corpo/espĂ­rito exploda
e vocĂȘ seja deixada em pĂ©
no rastro do que foi revelado
e a vida pareça muito doce

O poema acima foi extraído d'O Oråculo da Deusa. Feliz com o resultado dessa ilustra e por estar me adaptando cada vez melhor ao scanner. Feliz também por conseguir, de alguma forma, seguir ilustrando, mesmo com tanto trabalho pela frente.

Conheça meu portfĂłlio profissional

ComentĂĄrios

  1. Ficou lindĂ­ssimo demais!
    Também tenho esse oråculo das deusas!

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bruna!
      Estou apaixonada por esse oråculo, deu até vontade de fazer minhas próprias cartas (quem sabe...) :**

      Excluir
  2. caramba, que coisa linda essa ilustra <3 parabéns!
    eu amo o orĂĄculo da deusa, sou doida pra ter!

    beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Celle ❤️
      Esse oråculo é lindo e muito poético, estou adorando estudå-lo.
      Beijos!! 😘

      Excluir

Postar um comentĂĄrio

Muito obrigada pela visita e por deixar o seu recado. Por favor, leve em consideração a data do post, pois minha opinião pode ter mudado com o tempo, e alguns links podem estar quebrados. Conheça os termos de uso e política de privacidade do blog antes de comentar.

Form for Contact Page (Do not remove)