menu
02/01/2019

A noite escura da alma


Primeiro post de 2019! E como já fiz em 2018, dedico ao arcano regente do ano. Depois da carta da Força, seremos regidos por O Enforcado (ou O Pendurado). Eu estou engatinhando a passos lentos no estudo do tarô, por isso, sempre procuro ver como especialistas interpretam a carta. Aqui tem um artigo bem completo da Rosea Bellator, para quem quiser uma explicação mais aprofundada.

Não vai ser um ano fácil, assim como o antecessor. Vai ter muito desapego de coisas desnecessárias, muita luta até atingir os objetivos. O meu deck de tarô, Illuminati, traz um texto que bateu como um soco mas, depois de estudá-lo, entendi a mensagem: é preciso parar de lutar pelo que não vale a pena, e concentrar esforços no que realmente importa.

Eles me chamaram de traidor, mas, por sua vez, me traíram, e não é minha recompensa encontrar minha alma em liberdade entre as estrelas do céu. Eu devo permitir que cada parte de mim desapareça, deixando apenas aquilo que permanece para olhar, nu, a escuridão do abismo embaixo de mim. Na noite escura da minha alma eu desço, na ausência do amor e da luz. Mas o que permanece? Apenas aquilo que pode ser pendurado entre o passado e o futuro, o céu e a terra. Esse é o caminho da escada em espiral descendente, os degraus cada vez mais para baixo. Esse é o caminho do sacrifício, e poucos o trilharão de bom grado. Essa é a necessidade de rendição, de abandonar e desistir - não porque tudo está perdido ou porque a esperança se foi, mas justamente pela esperança. Quando você conseguir se entregar completamente, saberá como é fazer parte do plano, uma pequena porção do bem maior, e como é estar conectado com seu eu superior. Não lute, não proteste, mas encontre serenidade e paz em sua rendição. Existe sempre um propósito maior para todas as coisas, até mesmo para o sofrimento e a escuridão nos quais sua alma caminha. Você só precisa virar o mundo de ponta-cabeça e observá-lo de um ângulo diferente. Não lute.


Além do texto acima, o tarô Illuminati destaca como características da carta: sacrifício, voltar-se para dentro; ver as coisas por um ângulo diferente; a noite escura da alma; fitar o abismo. 

O meu desafio já começou na concepção da ilustração, pois me arrisquei numa pose que nunca tinha feito antes. Usei a própria carta do deck como referência, e trabalhei com a figura ao contrário. Cores, vestimentas, tudo foi na base da intuição, sem pensar demais. Deixei a carta "falar" comigo, e cheguei a este resultado. Bateu uma vontade imensa de fazer os outros arcanos (pelo menos os maiores) mas não vou me cobrar. Assim como deixei fluir o processo (as fotos ficaram muito escuras, por isso não coloquei aqui), vou deixar essa ideia fluir ao longo do tempo.

Materiais utilizados

  • Papel para aquarela Harmony 300g;
  • Aquarelas Cotman e Van Gogh;
  • Lápis de cor Polycolor e Derwent;
  • Pincéis Keramik;
  • Multiliner Sakura e caneta gel dourada, prata e branca para os detalhes.

Para quem se interessou por essa ilustra, coloquei alguns produtos na loja com ela, de pôster a case transparente para celular. Estão bem legais e com aquela qualidade que sempre recomendo. O link para acessar está aqui.

Conheça meu portfólio profissional
Loja virtual | Contato: lidine@lidydutra.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita e por deixar o seu recado. Os comentários são moderados para que eu possa responder a todos com atenção. Caso for comentar em postagens antigas, favor levar em consideração a data de publicação, pois minha opinião pode ter mudado com o tempo. Saiba mais sobre os termos de uso e política de privacidade do blog clicando aqui.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial