Nas águas de março: oficina gratuita e mais 🌊

19/03/22


Em comemoração ao primeiro aniversário da Zine Marítimas (hoje completa um ano do lançamento do primeiro volume, aliás), o mês de março está sendo dedicado a um ciclo de oficinas e conversas totalmente gratuitas, tudo idealizado pela equipe de editoras Suellen Rubira e Ju Blasina. Ano passado, ao final do primeiro volume, acabei me retirando da editoria, pois estava soterrada de trabalho e não conseguia dar a atenção que o projeto merecia. Agora, me dedico a participações esporádicas, quando sinto que posso conciliar as atividades sem entrar em exaustão.

E é com muito carinho que participo de três frentes nesse mês comemorativo: a primeira é a Exposição Zine Marítimas, que tem percorrido diversos espaços da Universidade Federal do Rio Grande - FURG, dentre eles, o meu local de trabalho, o CAIC, que abriga a EMEF Cidade do Rio Grande, na qual estou professora dos 6° e 9° anos, e também uma das coordenadoras pedagógicas dos Anos Iniciais. Tem sido importante conectar as coisas por aqui, saber que posso coexistir enquanto artista e professora, e que em alguns momentos uma dessas funções vai falar mais alto, mas sempre mantendo espaço para a outra se manifestar. Os registros das exposições podem ser conferidos no Instagram da Zine.


Já no dia 02 de abril, às 19h, haverá uma oficina online e gratuita comigo, sobre Produção artística & algoritmos: mulheres e o fazer arte em tempos de internet. Nessa oficina eu não vou dar dicas sobre engajamento ou qualquer pataquada coach. Vou partir da minha própria experiência de 12 anos mostrando meu trabalho na web para tentar analisar como as redes sociais, a exposição e a necessidade cada vez maior de visualizações e engajamento têm impactado a produção artística feminina - para o bem e para o mal. Será uma oficina em tom de conversa, bastante acolhedora e para refletir sobre o momento atual. As inscrições serão divulgadas no Insta da Zine.

Por fim, no dia 09 de abril, às 19h30min, Ju, Su e eu faremos uma live de encerramento, comentando o filme A Filha Perdida, lá no insta da zine. Desde já sei que estará maravilhoso, e todes estão convidades.

Outras atividades também estão ocorrendo já a todo vapor, como oficinas e conversas com autoras, entrevistas e muita informação, que vocês podem acessar em @zine.maritimas. Em seu primeiro ano, a zine já publicou em torno de 80 autoras, muitas delas pela primeira vez, e tem se tornado referência no cenário das publicações independentes, com participações programadas também para a próxima Feira do Livro da FURG, que acontecerá em maio.