13 de agosto ūüĆē

14/08/22


O 13 de agosto √© dedicado √† deusa H√©cate (ou Hekate) e vem sendo celebrado cada vez mais, no Brasil e no mundo, por devotos dessa divindade que me fascina h√° um bom tempo. Meu primeiro contato foi em torno de 2014 e, desde ent√£o, venho recolhendo informa√ß√Ķes, livros para estudo e tamb√©m fazendo minhas interpreta√ß√Ķes de H√©cate. Tenho um altar em casa e, no seu centro, est√° ela, guiando os meus caminhos e tirando o mal da minha vida. 


Recentemente, a s√©rie Sandman, da Netflix, apresentou uma vers√£o da deusa, misturada √†s parcas da mitologia grega, e foi uma forma de chamar aten√ß√£o para quem √© ligado em cultura pop. Fazendo um gancho com a minha ilustra√ß√£o anterior, o feiti√ßo usado pelas irm√£s Owens no filme Da magia √† sedu√ß√£o para trazer o namorado de Gillian de volta √† vida, √© voltado para H√©cate. E sobre a obra do Neil Gaiman e o aspecto tr√≠plice de v√°rias personagens dele, tem um epis√≥dio do podcast We can be readers no qual a Su e eu discutimos o maravilhoso livro O oceano no fim do caminho. Fica a recomenda√ß√£o.


Ainda nas recomenda√ß√Ķes de podcast, temos o Caverna de Hekate, da Marcia C. Silva, escritora e devota de H√©cate, sempre com informa√ß√Ķes embasadas em livros e estudos coerentes, trazendo informa√ß√Ķes relevantes e com fontes (diferente de muitas p√°ginas que usam as vozes da cabe√ßa para falar sobre mitologia). E foi no epis√≥dio Celebrando o 13 de agosto que a Marcia esclarece um pouco sobre a origem da data, e sua falta de fontes hist√≥ricas, e tamb√©m recomenda celebrar a deusa entre os dias 13 a 15, em especial o dia 14, dedicado √† Hekate Kourotrophos, a guardi√£ das crian√ßas. Vou deixar o epis√≥dio linkado aqui, pois vale muito a pena ouvir:



Ainda no quesito aqui tem informa√ß√£o, o Santu√°rio Hekate Hegemonen fez uma pesquisa in√©dita sobre H√©cate no Brasil. Vou deixar o link aqui tamb√©m, pois muitos dados foram bastante surpreendentes para mim (deu at√© vontade de fazer doutorado, gente!). 

Ent√£o, nesse ano, resolvi aproveitar o 13 de agosto para me dedicar a uma ilustra√ß√£o, como forma devocional, tirando esse dia para fazer o que amo, com prop√≥sito, calmamente e sem a pressa de finalizar para postar. Aproveitei a sugest√£o da Marcia para usar o dia 14 para continuar esse "rito", finalizando a ilustra√ß√£o e me dedicando, tamb√©m a escrever esse post falando tanto sobre meu processo criativo, como tamb√©m trazendo essas informa√ß√Ķes. E como sou professora, o ep√≠teto Kourotrophos tem muita liga√ß√£o com minha pr√°tica di√°ria. 


Antes de mais nada, respondendo a uma possível pergunta: não, eu não abandonei a aquarela! Só tenho me sentido mais à vontade para trabalhar com grafite e lápis de cor, que são os materiais com os quais me sinto mais segura, pois não é de hoje que tenho tentado me harmonizar com a docência e a arte, então eu preciso facilitar as coisas também.

Então, trabalhei com grafite e marcadores nanquim e metálicos, e fiz os demais detalhes no Photoshop (fundo, crescente e strophalos). Gostei muito do resultado final, achei a representação forte, me diz muito sobre a base sólida que quero ter para meus projetos futuros. Essa ilustração me remete à solidez.


Materiais utilizados

  • Papel Concept Hahnem√ľhle;
  • L√°pis grafite Lyra e Stabilo Othello 2B;
  • Marcadores nanquim e met√°licos Staedtler e Pentel;
  • Finaliza√ß√£o digital no Photoshop.

Espero que vocês tenham curtido a minha representação e as coisas que trouxe aqui, a essa altura do campeonato acho que não é novidade dizer que sou ligada em magia e bruxaria, embora ainda falte muita corrida e muito estudo para eu tentar me chamar de praticante, mas sempre aparece um desavisado mandando mensagens intolerantes, ou se "decepcionando" comigo por não "usar minha arte para outras coisas" (é sério...), enfim... para quem me acompanha, espero que tenha sido informativo, sigam me acompanhando por aqui e pelas redes sociais.