15 metas para 2015

5.1.15

Vem chegando a primeira ilustra de 2015 ^^
Primeiro post de 2015, ano em que o blog completa cinco aninhos de existência virtual! Sempre vou dizer que não esperava manter esse espaço por tanto tempo, pois ele nasceu como uma válvula de escape e um reencontro com o desenho e a escrita

Por isso, quando comecei a esboçar as metas para este ano, aos moldes do ano passado, o que veio à minha mente foi esse sentimento de voltar às origens, focar nos processos e parar de me preocupar tanto com os resultados. E também parar de dar ouvidos à cagação de regra alheia, que dominou o ano passado, aff! Outro sentimento veio à tona nessa lista: o de continuidade do que já apliquei à minha vida e deu certo. Vamos lá!

1- Usar mais o sketchbook: já tive grandes progressos em 2014, e consegui me desprender da ideia de obra pronta, ficar mais no rascunho mesmo. Quero continuar com essa prática, que faz um bem danado à criatividade.

2- Continuar testando novos materiais: perdi o medo das tintas, principalmente a aquarela, e ganhei um conjunto de lápis pastel, que já experimentei e curti demaaais. Também quero continuar testando (e errando nos) papéis diferentes, texturizados, coloridos, enfim.

3- Participar de desafios e me desafiar: o Inktober com certeza está no meu calendário mas, além dele, quero fazer um 30 Days Drawing Challenge, só preciso achar um bem legal (aceito sugestões). Também quero fazer desafios pessoais como, por exemplo, desenhar só plantas por uma semana. Mas não vou me desafiar a fazer um desenho por dia todos os dias, pois acho que isso implica numa obrigação que foge ao prazer que é desenhar.

4- Buscar novas referências: de tudo, desde vestuário até tipos de corpos. Mas quero que isso seja algo gradual no meu aprendizado, pois muitas vezes me sinto pressionada, por exemplo, a desenhar mais homens, ou menos retratos, e não acho que isso seja saudável para o processo criativo. Primeiro, deve haver empatia com o tema, para depois ir atrás dessas referências.

5- Organizar meu tempo de trabalho: na realidade, quero trabalhar menos e com mais qualidade, para que eu possa divulgar melhor minhas artes, pegar mais comissões, atualizar as lojas, ir atrás de fornecedores para possíveis produtos à pronta entrega... e também ter mais tempo para ler, fazer alguma atividade física, etc.

6- Ministrar cursos e oficinas de desenho: foi uma experiência que adorei e que, infelizmente, não consegui repetir ano passado, mas esse ano vai sair muito curso, se tudo der certo.

7- Refletir mais sobre o que faço, sem usar os outros como parâmetro: eu já disse que tenho uma tendência a pensar mais no lado negativo das coisas, e sou muito crítica em relação ao meu trabalho. Só recentemente venho mudando essa ideia. Porém, às vezes, a minha exigência chega num nível que ultrapassa a capacidade técnica ou criativa. Por exemplo: adoro o trabalho da Wendy Ortiz, vejo suas ilustrações e fico pensando; "poxa, um dia vou chegar ao patamar dela, ainda vou ser boa assim..." e isso me consome e está errado! As nossas limitações não são erros, são etapas de aprendizado. E as referências devem nos guiar, mas nunca ser a nossa punição por não sermos tão bons quanto. Quero levar isso pra vida de verdade e pensar mais onde preciso mudar, o que devo fazer para o meu bem, para a minha construção como artista e como profissional.

8- Ter mais prazer no que faço: ano passado entrei numa paranoia de terminar o inacabado que, por um lado foi ótima, pois mandei muita coisa pro arquivo e finalizei outras tantas que estavam ali, à espera de um milagre. Porém, na arte, tempo é algo precioso, pois nos permite distanciamento. Só isso nos faz ter aquela visão do todo, das partes, do que sobra e do que falta. Sem distanciamento não há como manter um fluxo de ideias. Então se não é um trabalho comissionado, com prazo de entrega, deixa estar... dá à arte o tempo que ela precisa, sem obrigações, para retomar o prazer em desenhar.

9- Atualizar o blog toda a semana: pelo menos duas vezes por semana, mas não vou criar um calendário editorial e coisas do tipo, pois ainda tenho esse espaço como algo muito pessoal para deixá-lo dentro de um quadradinho. Mas vou procurar sumir menos.

10- Voltar a fazer mais posts com dicas de artistas, resenhas de materiais e livros: entre os posts mais acessados sempre estão as dicas de materiais, artistas interessantes que curto e que não são tão conhecidos do público nacional, enfim, quero dar a devida atenção a isso ainda esse ano.

11- Voltar a gravar vídeos: eu limpei meu canal no YouTube há mais ou menos um ano, porque os vídeos estavam numa qualidade péssima. Se eu conseguir subi-los com uma qualidade boa, vou reativar tudo, prometo. E também quero gravar algumas coisas, mostrar ilustrações em tamanho real, meus materiais, estação de trabalho, estante...

12- Aumentar o engajamento nas redes sociais: vou fazer uma limpeza em todas as redes e portfólios que não uso ou que não me dão tanto retorno, e interagir mais naquelas que trazem audiência para o blog, como o Facebook e o Instagram.

13- Montar uma programação bem legal para o mês de aniversário do blog: isso inclui alguns concursos, promoções e o retorno da parceria com escritores, além de algumas retrospectivas e outras coisas especiais que estou preparando.

14- Consumir menos: estou tentando controlar meu impulso de entrar em sites de lojas ou marcas e sair comprando todos os materiais que vejo pela frente. Procuro pedir de presente em datas especiais e adquirir coisas novas somente quando as antigas estiverem acabando. Isso está diretamente relacionado ao último item.

15- Faxinar meu estúdio e doar tudo o que não estiver utilizando: em 10 anos acumulei muita coisa, que continua comigo desde os tempos da faculdade. São canetinhas, lápis, sketchbooks, enfim, uma quantidade de material que não sei nem de onde brota. Por isso, decidi fazer, em breve, uma faxina geral no meu ateliê, esvaziar canecas e gavetas à procura de material que não uso com frequência, e doá-lo para uma criança (ou instituição, se for muita coisa - e acreditem, eu tenho muita coisa e não me orgulho disso), para que ela tenha condições de desenhar e desenvolver seu traço e gosto pela arte. Estreitamente relacionado ao item anterior.

Espero que 2015 seja recheado de muitas artes e inspirações para todos nós!

Abraços,
Lidiane :-)

Veja também

4 Comentários

  1. Nossas metas tão super parecidas, Lidy! A que mais preciso correr atrás é a do horário de trabalho, que ainda tá meio desorganizado. Adorei a ideia de doar o que você não quer mais, e porque não oferecer uma oficina também nessas instituições? Acho que pode ser bem bacana!

    No mais, fico na torcida pra ver o resultado de tudo isso sendo refletido no teu lindo trabalho!

    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, feliz 2015!

      Nossa, seria muito legal dar uma oficina numa instituição ou numa escola, as crianças são muito receptivas. De todas, essa é uma meta que realmente quero cumprir, doar o que tenho e não uso e parar de consumir.

      Quero continuar vendo as tuas lindezas, que tanto me inspiram, nesse e nos próximos anos!

      Um grande beijo :**

      Excluir
  2. Bom dia Lidiane, um feliz ano novo para você :)

    Gostei muita destas metas e parabéns pelos aninhos do blog.

    grande abraço e que venha 2015 inspirador ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dali, feliz ano novo pra ti também, muitas artes em 2015!! o//
      Vai ter muita coisa legal no blog esse ano, me aguarde ^^

      Grande beijo :*

      Excluir

Muito obrigada pela visita e pelo comentário.
Saiba mais sobre os termos de uso do blog clicando aqui.

Subscribe