Bonsai de Ficus ūüĆ≥

03/08/2021



Eu ainda não tinha vindo aqui depois da mudança de layout do blog, na realidade não venho aqui há mais de um mês e acho interessante como, apesar de tudo, aqui é um espaço atemporal, nunca sinto que estou tirando a poeira de algo antiquado; é um lugar para o tempo certo.


E justamente nesse intervalo que estive ausente daqui, aconteceram v√°rias discuss√Ķes sobre - novamente - os algoritmos das redes sociais, o quanto a rede x ou a y vai privilegiar um conte√ļdo em detrimento ao outro. Enquanto isso, por aqui, sinto que estou longe de toda essa press√£o, enquanto v√°rias pessoas est√£o retomando as blogagens coletivas, se engajando em newsletters e mostrando que a internet √© um espa√ßo muito mais diverso do que qualquer rede comprada pelo tio Zuck. 


Resumindo um pouco desse layout: eu j√° queria trocar a carinha do blog h√° horas, mas n√£o encontrava um template que correspondesse ao que gostaria de passar daqui por diante, at√© que fui de rodap√© em rodap√© nos blogs que leio (onde geralmente se encontra quem fez o template) e cheguei na loja da Kate. E agora tenho tudo o que queria para meu blog, que era dar bastante destaque para o portf√≥lio, a loja e como entrar em contato comigo.  


ūüĆ≥


Essa aquarela de bonsai (na verdade, pr√©-bonsai) surgiu de um rascunho feito em 2018! √Č pra isso que eu mantenho meu banco de ideias: al√©m de sempre ter alguma coisa "no forninho", estou sempre me retroalimentando de coisas boas que fiz no passado, e que podem ser aproveitadas no futuro. √Č uma forma de olhar com carinho para a minha pr√≥pria produ√ß√£o, e ver que nem tudo precisa ser uma grande novidade nunca antes vista. O processo criativo √© cheio de surpresas, lidamos com fases de pura espontaneidade, alternando com outras de intensa pesquisa interna e externa.


E essa aquarela foi um grande exerc√≠cio de constru√ß√£o de camadas de cor e textura, a partir das refer√™ncias visuais das plantas aqui de casa. A figueira √© uma √°rvore linda e que oferece muitas possibilidades de estudo, assim como a natureza de uma maneira geral. Observar √°rvores, flores, jardins e parques abre a nossa mente para a cria√ß√£o, √© por isso que existe todo um movimento para desemparedar a inf√Ęncia, tornando as escolas lugares com amplo acesso √†s √°reas naturais (tem um livro muito bom sobre o assunto aqui).


E como a era louca das plantas chega para todas, me aguardem, pois o que aparecia pontualmente entre um trabalho e outro vai se tornar bastante corriqueiro: já tenho uma costela-de-adão para chamar de minha e comecei a espalhar suculentas pela casa. Os motivos florais vêm com tudo.


Dolores II, a minha costela-de-ad√£o. O hit vem!


Coment√°rios

Muito obrigada pela visita e por deixar o seu recado. Por favor, leve em consideração a data do post, pois minha opinião pode ter mudado com o tempo, e alguns links podem estar quebrados. Conheça os termos de uso do blog antes de comentar.